Sexta-feira, 02.12.16

 

Letra

 

 

Feeling

Feeling, feeling, feeling … Segue o teu hum…

Sentimento que me move, dá-me andamento,
Não me deixa dormir quando preciso estar atento.
Dá-me energia como cafeína,
Irradia motivação, dá-me inspiração.

Imaginação fertiliza-me a alma,
E o limite é uma questão de precaução, são,
Um acumular de ideias um recordar de vivências,
Um libertar para poder mudar consciências.

Afogo as mágoas nas palavras, vou dilui-las,
Quando surgem as dúvidas vou dividi-las,
Pra’ q muitas pareçam poucas vou consumi-las,
E traduzi-las para que tu possas ouvi-las.

Protocolo de vida vivida em prol do momento,
Perdido como uma estrela no universo denso.
De sentimento penso logo invisto tempo nisso,
Quero ser experiente o suficiente, O sentimento é que me dá andamento.

Ref.
Sentimento é que me dá andamento, O sentimento é que me dá andamento, Segue o teu Feeling,
Sentimento é que me dá andamento, O sentimento é que me dá andamento, Feeling…
Sentimento é que me dá andamento, O sentimento é que me dá andamento, Quero o teu Feeling…
Sentimento é que me dá andamento, O sentimento é que me dá andamento Dá-me andamento.

Consegues tocar o céu, Com o teu Feeling.
Quando sentires que não dá, Segue o teu Feeling,
Não deixes de acreditar porque é possível.
Não deixes de acreditar ou sentir o teu Feeling, porque consegues alcançar o impossível.

Flow movido pelo motivo, Acredito num espírito vivo.
Continuo nesta jornada, Sigo em frente não saio da estrada.
Certo ou errado, Segue o teu Feeling.
Certo ou errado, Segue o teu Feeling.

Ref.
Sentimento é que me dá andamento, O sentimento é que me dá andamento, Segue o teu Feeling,
Sentimento é que me dá andamento, O sentimento é que me dá andamento, Feeling…
Sentimento é que me dá andamento, O sentimento é que me dá andamento, Quero o teu Feeling…

Sentimento é que me dá andamento, O sentimento é que me dá andamento Dá-me andamento.

Consegues tocar o céu, Com o teu Feeling.
Quando sentires que não dá, Segue o teu Feeling,
Não deixes de acreditar porque é possível.
Não deixes de acreditar ou sentir o teu Feeling, porque consegues alcançar o impossível.

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Mentiroso

Hermano…
Mente, mente, mentiroso…
Mente, mente, mentiroso…
Hermano…
Mente, mente, mentiroso…
Mente, mente, mentiroso…
- (Ei! Espera aí D’Moura! Estão a ligar-me.
Estou Hermano? Como é que é meu puto? Tá-se bem?
Ai é? Um jantar aí com duas amigas?
Ya! Não falho puto! Está combinado então.)

Com o jantar combinado para as nove e um quarto,
Como é habitual em mim chego sempre um beco atrasado.
Abro a porta do chinês e vejo na mesa do canto,
O Hermano acompanhado por um encanto de mulher.

Chego-me a mesa naquela,
Falo ao meu puto, apresento-me a ela não vim aqui segurar a vela.
Mas com a sede que estava nem forças tinha pra’ nada,
Manda vir uma garrafa de vinho da casa.

Conversa puxa conversa,
E depressa oiço com cada rega,
Com que ele prega,
E naquele impulso ia a quebrar gelo, a desmascará-lo.

E de repente paro como um disparo,
Reparo numa Chica que vinha na direcção da cadeira do lado.
Ela dava nas vistas uma verdadeira sereia,
Metade mulher metade baleia.

Mas caga nisso eu não sou esquisito,
Não julgo pelo físico o meu espírito é lúdico.
Encho-lhe o copo e brindo ao momento,
Em quanto o Hermano se bate de maluco.

Ele bebe tanto quanto mente já estava tibado,
Acha-se inteligente cada vez mais enterrado.
Auto promove-se mas vive na fantasia,
Traz-nos sempre algo de novo uma mentira.

Ref. bis
Mente, mente, mentiroso,
Tudo o que sai daquela boca é duvidoso.
Mente, mente, mentiroso,
Tudo o que sai daquela boca é venenoso.

Diz que carrega muita pasta tem bruta casa,
Trafica kiza e ela indecisa acredita.
Fica loca beija-lhe a boca,
Gulosa prova da saliva venenosa.

Mais olhos que barriga queriam ir para a sobremesa,
Aquela chama acesa que não queima mas consome.
Estou tranquilo peço lume chegou a hora do fumo,
Ate que do nada um convite surge.

- Siga ai a nossa casa ver um movie?
Mas fogo em que filme é que eu me meti?
O Hermano estava bem ate estava orientado,
Mas eu não estava minimamente interessado em ir por aí.

- Entrem e fiquem à vontade!
Quando dei por mim já lá estava,
Em casa delas por ali sentado, sofá apertado pró’ álcool que ingeri,
Ou arrocho ou fujo dali?!

- Kastiço, Kastiço acorda! Hum?
- O Hermano?
- Disse que tinha um baptizado combinado não podia falhar.
- Mas falhou! O puto bazou assim sem mim?
- Ya! Parece que sim.

Foi-se a bula, na janta foi-se a guita,
9e15 da matina vou para casa a pata.
O puto deixou-me na m*rda,
E desta vez não há desculpa a mentira tem perna curta

Ref. bis
Mente, mente, mentiroso
Tudo o que sai daquela boca é duvidoso
Mente, mente, mentiroso
Tudo o que sai daquela boca é venenoso

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Segunda-feira, 05.09.16

 

 

Letra

 


Letra:
Corruptos
Intro
Serei tudo o que disserem,
Por inveja ou negação.
Demagogo, o mal profeta, Falso médico, ladrão, Prostituta, proxeneta, Espoleta, televisão,
Serei tudo o que disserem,
Poeta castrado? Não!

Ref. Bis
Parecem bandos de pardais à solta,
Corruptos, Corruptos,
São como índios canibais à volta,
Dos putos, meus putos,

É complicado vingar com tão poucas oportunidades,
Fecham-nos os olhos, tapam-nos a boca às verdades.
Querem-nos cegos, surdos e mudos, sem opinião,
Sem peso mano, querem o peso da decisão.

Eles são corruptos em múltiplos casos andam aos círculos,
Contractos ilícitos, passeiam novos veículos.
Vínculos com contra partidas,
Sínicos larápios, que andam misturados entre as vítimas.

Esquece políticas, na mesma rua que tu,
Pessoas sínicas, não consegues ver a olho nu,
Porque eles escolhem a lupa quem anda desprotegido,
Ataca como uma hiena mas passa despercebido,

Ao ouvido vêm relatos, burlados,
Esquemas marados, pensados,
Para nos deixarem trocados.
Mas quando são apanhados, saem absolvidos,
Porque os juízes muito provavelmente estão envolvidos.

Ref. Bis
Parecem bandos de pardais à solta,
Corruptos, Corruptos,
São como índios canibais à volta,
Dos putos, meus putos,

Olha o negócio da china, sem pés nem cabeça,
A uns leva à ruína a outros enche a dispensa.
Olha o corrupto, cuidado que eles andam por aí,
Tu não reparas neles mas eles reparam em ti.

Montam uma teia que ateia, geram interesses e recursos,
Só que em vez de investirem usam os recursos públicos.
Joga ó suborno a chantagem, comportamento desonesto,
E o povo debaixo do chaparro em vez de estar em protesto.

Cabe ao sangue novo, aos putos, erguer o punho serrado,
Sair às ruas e dar o exemplo a quem está acomodado.
Eles comem pela calada e uma palavra não basta,
Há que correr com eles antes que eles corram com a pasta.

Olha o corrupto, cuidado que eles andam por aí,
Tu não dás conta deles mas eles dão conta de ti.
Enchem as contas com o que descontas, dúvidas de mim?
Mas no final de contas as dividas apontam pra’ ti.

Bridge.
Serei tudo o que disserem,
Por inveja ou negação.
Cabeçudo, dromedário, Fogueira de exibição, Teorema, Coroário, Poema de mão em mão, Lansudo, publicitário, Malabarista, Cabrão,
Serei tudo o que disserem,
Poeta castrado? Não!

Ref. Bis
Parecem bandos de pardais à solta,
Corruptos, Corruptos,
São como índios canibais à volta,
Dos putos, meus putos.

 



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar


Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email
mais sobre mim
posts recentes

DMK – D’Moura & Kastiço –...

DMK – D’Moura & Kastiço –...

DMK – D’Moura & Kastiço –...

arquivos

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

links
comentários recentes
Pena estes rapazes não terem mais popularidade. A ...
Nome do autor da letra?Não se escreve?Falta de res...
A LETRA É ASSIM!!!E NÃO ASSADO!!!!MaMãe, tu estás ...
As partes que não consegui perceber estão com reti...
https://www.google.pt/amp/s/www.musixmatch.com/pt/...
Vou adicionar nos meus favoritos, sou brasileira, ...
" Para que o tremoço o almoço e o alvoroço demorem...
Letra e música do SiulProdução do Siul Sotnas e Mi...
que puta de letra fdx
Epá, o que é isto?Borrei-me todo com este "Mal des...
blogs SAPO
subscrever feeds