Domingo, 15.06.14
Edições especiais comemoram os 70 anos de Maria João Pires
As editoras discográficas Deutsche Gramophon e Erato Recordings decidiram assinalar os 70 anos de Maria João Pires com edições especiais.

A alemã Deutsche Gramophon editará este mês uma caixa, com vinte CD, reunindo todas as gravações a solo da artista portuguesa para a etiqueta. Somando mais de vinte horas de gravações, a caixa inclui interpretações de composições de Wolfgang Amadeus Mozart, Frédéric Chopin, Ludwig van Beethoven, Franz Schubert, Johannes Brahms, Robert Schumann e Johann Sebastian Bach.

Contém ainda as primeiras gravações de Maria João Pires para a Deutsche Gramophon - sonatas de Schubert e Mozart - depois de ter assinado um contrato de exclusividade com a editora em 1989, ano em que ganhou o Prémio Pessoa.

Associando-se também ao 70º. aniversário de Maria João Pires, a editora Erato Recordings - incluída no grupo Warner - edita este mês uma caixa com 17 CD, composta pelas gravações que a pianista fez para a etiqueta entre 1972 e 1987, o período que antecedeu a relação com a Deutsche Gramophon.

Esta edição especial - cujo repertório inclui praticamente os mesmos compositores registados na caixa da Deutsche Gramophon - inclui solos, duetos e atuações ao vivo.

Considerando que Maria João Pires foi "uma das artistas que definiu o catálogo da Erato nos anos 1970 e 1980", a etiqueta destaca nesta edição as parcerias da pianista portuguesa com o pianista turco Hüseyin Sermet (nos duetos de Schubert) e com os maestros Michel Corboz, Armin Jordan, Claudio Scimone e Theodor Guschlbauer.

Maria João Pires nasceu em Lisboa a 23 de Julho de 1944. É a mais internacional e reputada das pianistas portuguesas, com um percurso artístico que remonta a finais dos anos 1940, quando se apresentou pela primeira vez em público com quatro anos.

Entre os prémios conquistados pelo talento artístico contam-se o primeiro prémio do concurso internacional Beethoven (1970), o prémio do Conselho Internacional da Música, pertencente à UNESCO, (1970) e o Prémio Pessoa (1989).

Tocou com as mais importantes orquestras e nas mais relevantes salas de espectáculos do mundo e fundou o projecto artístico Associação Belgais, que fechou portas em 2009.

Em 2010, a pianista adquiriu nacionalidade brasileira.Numa entrevista ao jornal espanhol El Pais em 2011, Maria João Pires afirmou que gostaria de se retirar dos palcos até 2014."Eu e o meu agente fixámos uma data: 2014, que é quando cumpro 70 anos", disse na entrevista.
Retirado de HardMúsica


publicado por olhar para o mundo às 21:14 | link do post | comentar

Domingo, 27.04.14

Foi a 24 de abril, que os OqueStrada lançaram o segundo single do seu novo álbum: Parei na Madrugada, original de António Variações.

 

"Este tema é uma ode à liberdade e nele encontramos a mensagem de que, para a conquistar, é preciso maturidade, é preciso correr o mundo. Como diz a letra, ‘corri o mundo, fiz-me maduro pra te encontrar’", salienta Miranda, vocalista, sobre a escolha do grupo, que deu ao tema um toque de Fado, sabendo que Variações era um grande apreciador do género.

 

“A primeira edição acústica de António Variações e primeiro inédito a ser lançado nos últimos 10 anos surge, assim, com o ritmo das cordas lisboetas, o balanço do acordeão minhoto e o sopro do trompete de Nova Iorque”, pode ler-se em comunicado.

 

O sucessor de “O Teu Murmúrio” é parte integrante do novo álbum do grupo, “AtlanticBeat Mad’in Portugal”, com edição prevista para 19 de maio.

“No segundo disco de originais, OqueStrada apura a sua batida de filigrana, com uma sonoridade centrada na linha melódica da voz, nas harmonias e ritmos da guitarra portuguesa e na batida de alcance baixo-bombo da contrabacia. Esta batida atlântica é arquitetada com instrumentos de Fado, manobrados por quem não vem do Fado, mas de uma vadiagem orquestrada durante 12 anos, calibrada nos melhores palcos do mundo”.

 

O novo registo do coletivo vai ser apresentado na Casa da Música, no Porto, a 22 de maio; e, no dia 28 do mesmo mês, no Teatro Tivoli BBVA, em Lisboa.

 

retirado de Sapo Música



publicado por olhar para o mundo às 23:15 | link do post | comentar

Segunda-feira, 15.07.13

Carlos do Carmo


Carlos do Carmo grava disco único com os maiores fadistas da actualidade no ano em que celebra 50 anos de carreira

 

Quando, há dois anos, a Universal começou a planear as comemorações dos 50 anos de carreira de Carlos do Carmo, deu-se início a um jogo de sedução que tinha em vista a gravação de um disco de duetos. A ideia foi abraçada pelo artista, e levada em ombros como uma celebração do caminho deixado nas carreiras de quem veio a seguir.

E foi assim que o fadista se viu rodeado de uma juventude que a ele deve, em parte, a assunção plena das suas vozes. E faz sentido que o fadista tenha endereçado convites para a celebração deste aniversário a Aldina Duarte, Ana Moura, Camané, Carminho, Cristina Branco, Mafalda Arnauth, Marco Rodrigues, Mariza, Raquel Tavares e Ricardo Ribeiro acompanhados sempre pelo trio milagroso formado por José Manuel Neto (guitarra portuguesa), Carlos Manuel Proença (viola de fado) e Marino de Freitas (viola baixo). Afinal, não se comemora sozinho e fazê-lo teria sido pouco condizente com a sua postura de generosa contribuição para a redefinição constante dos padrões por que se rege o fado.

O álbum, ainda sem nome, tem edição prevista para final de Outubro.

No âmbito das comemorações dos 50 anos de carreira de Carlos do Carmo, esta semana, foram ainda editados, física e digitalmente, todos os seus discos de estúdio. No total são 16 álbuns, numa nova embalagem, três dos quais remasterizados, apresentando também uma nova capa.



publicado por olhar para o mundo às 21:57 | link do post | comentar

Sábado, 05.01.13

Miguel Araújo prepara três álbuns - saiba quais -

 

Músico dos Azeitonas, que conheceu também sucesso a solo, está envolvido em numerosos projetos: conheça-os aqui.

 

Uma das grandes prioridades de Miguel Araújo para 2013 é um novo disco da banda que o deu a conhecer. O quarto álbum dos Azeitonas tem o título provisório de Pander (expressão que na gíria da banda quer dizer "convívio") e, refere o guitarrista, "tudo aponta para que venha ser Azeitonas no seu mais barroco". A banda do Porto começará a gravar no final de janeiro nos estúdios Boom, em Canelas, "um disco nascido no autocarro que nos levou de norte a sul do país, em 2012". 

Enquanto Os da Cidade - projeto que o liga ao amigo António Zambujo, com "músicas feitas, mas nada gravado" - não saem da gaveta, a cumplicidade com o músico alentejano será canalizada para um "disco para crianças" que conta ainda com a participação de Luísa Sobral e Pedro da Silva Martins (Deolinda). "Vem sendo esboçado com calma e já existe um punhado de canções acabadas". 

Quanto ao sucessor de Cinco Dias e Meio sairá "provavelmente no final do ano". O segundo álbum de Miguel Araújo "ortónimo" é provisoriamente intitulado Disco de Crónicas e será composto, diz o seu autor, por "cantigas simples, que contam pequenas histórias, nada de muito chique". O cantor de "Os Maridos das Outras" e "Fizz Limão" vai colaborar com João Martins, que fará os arranjos para algumas músicas
.

Retirado do Blitz



publicado por olhar para o mundo às 12:09 | link do post | comentar

Domingo, 22.04.12

 

Zeca Afonso reeditado e lançado pela Orfeu

 

 

 

A Orfeu, editora discográfica, vai lançar a reedição de 12 álbuns de Zeca Afonso, autor de “Grândola Vila Morena”.

 

Aqueles
Aqueles que ficaram
(Em toda a parte todo o mundo tem)
Em sonhos me visitaram
Traz outro amigo também

 

(Traz um amigo também de Zeca Afonso)

 

A partir de dia 09 de Abril até Março e Abril de 2013, 12 CD´S do cantor José Afonso mais conhecido como Zeca Afonso vão ser reeditados e lançados pela Orfeu, editora discográfica de Arnaldo Trindade. 


Os dois primeiros álbuns são: “Cantares de Andarilho” de 1968 e “Contos Velhos Rumos Novos” de 1969 que foram lançados no dia 09 de Abril.

Os onze discos serão em versão digital e contaram com textos que irão contextualizar o momento em que foram feitos. Música e história irão estar lado a lado. A digitalização dos álbuns pertence a António Pinheiro da Silva. 


Zeca Afonso, cantor e compositor português dos anos 70, marcou toda uma geração com a sua música. 


Morreu com esclerose múltipla, contudo sempre teve um papel muito activo e até mesmo fundamental e decisivo no combate à opressão através do canto e da poesia.

 

"Semeio palavras na música. Não tenho pretensões de dar a estas minhas deambulações pela música popular qualquer outro rótulo. Faço apenas canções. A canção insere-se sempre dentro de um processo. A sua eficácia depende do processo em que se insere. A sua importância depende da vastidão desse processo".

 

No próximo mês de Maio irão ser lançados três álbuns: “Traz Outo Amigo Também”, de 1970, “Cantigas de Maio”, de 1971 e “Eu vou ser Como Toupeira” de 1972.

 

Traz Outro Amigo Também de 1970 é uma das muitas frases de Zeca Afonso. Os poemas são mais complexos e o “suporte musical torna-se menos expurgado”. 

Cantigas de Maio saiu no Natal de 1971. Era um novo Zeca que estava presente. Ainda com Bóris a acompanhá-lo mas agora com música mais inovadora de José Mário. Este álbum marcou o ponto alto da carreira do cantor.

Para terminar o mês de Maio temos Eu Vou ser como Toupeira que conta com a presença de António Quadro e Fernando Pessoa marcando o Natal de 1972. 

 

Via HardMúsica



publicado por olhar para o mundo às 21:21 | link do post | comentar

Quinta-feira, 10.11.11

Ornatos Violeta: discos re-editados em dezembro com CD de inéditos e raridades; vinis em 2012 (at.) -

 

Cão! e O Monstro Precisa de Amigos de volta nas lojas, numa altura em que se cumprem 20 anos sobre a criação da banda do Porto, diz a Lusa. Vinis também a caminho. Veja aqui a capa e o alinhamento.

 

Os dois álbuns dos Ornatos Violeta, Cão! e O Monstro Precisa de Amigos , vão ser re-editados ainda este ano. 

Segundo notícia da Lusa, a 5 de dezembro chegam às lojas as re-edições daqueles discos, numa caixa especial com um CD com inéditos e raridades. Deste terceiro disco constarão temas incluídos em compilações e canções nunca editadas. Em 1998, os Ornatos Violeta gravaram este Tempo de Nascer para a compilação Tejo Beat . 






Retirado de Blitz



publicado por olhar para o mundo às 20:01 | link do post | comentar


Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email
mais sobre mim
posts recentes

Edições especiais comemor...

OqueStrada incluem tema i...

Carlos do Carmo grava dis...

Miguel Araújo prepara trê...

Zeca Afonso reeditado e l...

Ornatos Violeta: discos r...

arquivos

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

links
comentários recentes
"Estou cheio de arrependimento, cheio de dorese tu...
E é "Não dizem duas quando estão ao pé de ti"...
com o soquete p'lo artelho, um soquete é uma meia.
Pena estes rapazes não terem mais popularidade. A ...
Nome do autor da letra?Não se escreve?Falta de res...
A LETRA É ASSIM!!!E NÃO ASSADO!!!!MaMãe, tu estás ...
As partes que não consegui perceber estão com reti...
https://www.google.pt/amp/s/www.musixmatch.com/pt/...
Vou adicionar nos meus favoritos, sou brasileira, ...
" Para que o tremoço o almoço e o alvoroço demorem...
blogs SAPO
subscrever feeds