Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

    Letra   Directamente da selva urbana onde a mente é insana A katana que corta o cimento chama-se grana Já não se ama, a fama chama, é só negócio Sente-se o drama, vende-se a alma sócio O indicador puxa o gatilho, da arma do Karma Já nada alarma, é Mefistófeles que encarna O marido encorna a esposa engana O caldo entorna, desaba a cabana Vidas de boémios com dividas d’empréstimos Com trigémeos, vende os electrodomésticos Jaguares, andares, brincos, anéis, colares Comportamen (...)
Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email