Domingo, 10.01.16

choqueemcadeia.jpg

 

Choque em Cadeia anunciam o lançamento do seu trabalho mais recente, “Tête-à-Tête”


Os 4 jovens lisboetas editam o EP composto por 4 temas originais cantados em Português. Um som verdadeiramente original e que promete dar que falar. A banda irá certamente contribuir para a renovação dos paradigmas da música portuguesa.


"Finalmente encontrámos o nosso som". Carlos Noronha, responsável pela voz da jovem banda (os 4 elementos têm idades a rondar os 20 anos), acredita que o EP marca o início da longa viagem musical que querem fazer: pretendem inovar e surpreender, pondo a música acima de tudo e cantando sempre em português.


Com uma linguagem  própria, a banda sente que as músicas surgiram de uma forma muito "solta", dando mesmo a impressão de que se escreveram sozinhas. "Não queremos contar histórias, nem ser demasiado concretos. Queremos apenas que as palavras façam mesmo parte da música.", dizem em relação às letras do EP, que foram surgindo livremente, à medida que foram compondo as músicas.


Os Choque em Cadeia formados por: João Costa (guitarra), Luís Morais (bateria), Manuel Parreira (baixo) e Carlos Noronha (voz e guitarra) resultaram de um grupo de amigos de infância que começou a tocar em conjunto com apenas 13 anos e que foi procurando a sua identidade. Agora, depois do disco de estreia, chegam a este "Tête-àTête", que marca o início da sua maturidade musical.

 

Os Coque em Cadeia são:

Manuel Parreira - Baixo
Luis Morais - Baterista
Carlos Noronha - Voz e Guitarra
João Costa - Guitarra

 

Alinhamento: EP: "Tête-á-Tête"

  1. - És Tão Fria - Single
  2. - Grão a Grão
  3. - O Mundo Vive de Ironia
  4. - Dois


 Disponível digitalmente a 10 de Janeiro



publicado por olhar para o mundo às 21:13 | link do post | comentar

Terça-feira, 29.12.15

choqueemcadeia.jpg

 

Choque em Cadeia anunciam o lançamento do seu trabalho mais recente, “Tête-à-Tête”


Os 4 jovens lisboetas editam o EP composto por 4 temas originais cantados em Português. Um som verdadeiramente original e que promete dar que falar. A banda irá certamente contribuir para a renovação dos paradigmas da música portuguesa.


"Finalmente encontrámos o nosso som". Carlos Noronha, responsável pela voz da jovem banda (os 4 elementos têm idades a rondar os 20 anos), acredita que o EP marca o início da longa viagem musical que querem fazer: pretendem inovar e surpreender, pondo a música acima de tudo e cantando sempre em português.


Com uma linguagem  própria, a banda sente que as músicas surgiram de uma forma muito "solta", dando mesmo a impressão de que se escreveram sozinhas. "Não queremos contar histórias, nem ser demasiado concretos. Queremos apenas que as palavras façam mesmo parte da música.", dizem em relação às letras do EP, que foram surgindo livremente, à medida que foram compondo as músicas.


Os Choque em Cadeia formados por: João Costa (guitarra), Luís Morais (bateria), Manuel Parreira (baixo) e Carlos Noronha (voz e guitarra) resultaram de um grupo de amigos de infância que começou a tocar em conjunto com apenas 13 anos e que foi procurando a sua identidade. Agora, depois do disco de estreia, chegam a este "Tête-àTête", que marca o início da sua maturidade musical.
 

Alinhamento: EP: "Tête-á-Tête"
- És Tão Fria
- Grão a Grão
- O Mundo Vive de Ironia
- Dois



publicado por olhar para o mundo às 12:13 | link do post | comentar

Quarta-feira, 23.12.15

choqueemcadeia.jpg

 

 

Choque em Cadeia anunciam o lançamento do seu trabalho mais recente, “Tête-à-Tête”


Os 4 jovens lisboetas editam o EP composto por 4 temas originais cantados em Português. Um som verdadeiramente original e que promete dar que falar. A banda irá certamente contribuir para a renovação dos paradigmas da música portuguesa.


"Finalmente encontrámos o nosso som". Carlos Noronha, responsável pela voz da jovem banda (os 4 elementos têm idades a rondar os 20 anos), acredita que o EP marca o início da longa viagem musical que querem fazer: pretendem inovar e surpreender, pondo a música acima de tudo e cantando sempre em português.


Com uma linguagem  própria, a banda sente que as músicas surgiram de uma forma muito "solta", dando mesmo a impressão de que se escreveram sozinhas. "Não queremos contar histórias, nem ser demasiado concretos. Queremos apenas que as palavras façam mesmo parte da música.", dizem em relação às letras do EP, que foram surgindo livremente, à medida que foram compondo as músicas.


Os Choque em Cadeia formados por: João Costa (guitarra), Luís Morais (bateria), Manuel Parreira (baixo) e Carlos Noronha (voz e guitarra) resultaram de um grupo de amigos de infância que começou a tocar em conjunto com apenas 13 anos e que foi procurando a sua identidade. Agora, depois do disco de estreia, chegam a este "Tête-àTête", que marca o início da sua maturidade musical.
 

Alinhamento: EP: "Tête-á-Tête"
- És Tão Fria
- Grão a Grão
- O Mundo Vive de Ironia
- Dois



publicado por olhar para o mundo às 12:13 | link do post | comentar

Segunda-feira, 16.03.15

choqueemcadeia.jpg

CHOQUE EM CADEIA

Próximos concertos:

- Fnac Almada Fórum - Dia 20 de Março às 22H
- Fnac Setúbal - Dia 27 de Março às 21:30H
- Fnac Oeiras Parque - Dia 15 de Maio às 21:30H

 

- Estudantino Viseu - Dia 11 de Abril

- Sabotage Club Lisboa (Festa da Infected Records DIY) - Dia 29 de Maio



publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

Quarta-feira, 21.01.15

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música



publicado por olhar para o mundo às 17:05 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 08:02 | link do post | comentar

Sábado, 17.01.15

 Letra

 

Não encontrei a letra desta música



publicado por olhar para o mundo às 22:44 | link do post | comentar

choqueemcadeia.jpg

 

O primeiro concerto de 2015 dos Choque em Cadeia, terá lugar no Popular de Alvalade no dia 25 de Janeiro, ( Domingo ) e terá início às 16h00.

 

Preço dos bilhetes:  3 €  (euros)

 

A jovem banda de Lisboa edita, pela iPLAY o seu primeiro álbum com 11 temas originais de rock cantado em português. Um som orgânico, sem artifícios e com muito para dizer. O single “Deixa Rolar”, tema que entra logo no ouvido, põe o dedo na ferida.

 

“Não gostamos de música eletrónica”. Carlos Noronha admite que a frase pode ser polémica, mas o vocalista da muito jovem banda portuguesa (os quatro elementos têm idades a rondar os 19 anos) quer assumir claramente o ADN dos “Choque em Cadeia”: uma banda de rock, sem artifícios nem “manias”, que procura retratar a vida em Portugal, em português.

 

Membros de uma geração que enfrenta problemas bem reais como o desemprego e a “fuga” para o estrangeiro, Carlos Noronha (voz e guitarra), Manuel Parreira (baixo), João Costa (guitarra solo) e Luís Morais (bateria) abordam, no seu primeiro álbum “Pés na Estrada”, estas preocupações, mas também as ambições de liberdade, viagem e descoberta. “Pés na Estrada” é um álbum de originais que nos leva por caminhos de amor e desamor, ironia, crítica social, e mesmo puro divertimento e energia. 

 

O single “Deixa Rolar”, é uma boa amostra do espírito do álbum. O tema aborda a atitude muito portuguesa de “deixar andar”, de não se preocuparem demasiado. Sendo uma música de crítica social, é também o reconhecimento de que, apesar de tudo, os portugueses não desistem e acabam por resolver as coisas.

 

Com um conjunto de temas aperfeiçoados ao longo dos 5 anos de existência da banda, “Pés na Estrada” distingue-se pelo apuramento das letras, vocalizadas com invulgar atitude e afinação, em equilíbrio com sons bem estruturados e criatividade rítmica. O novo rock português vai passar, certamente, por aqui.

 

O início do choque

Quatro amigos de infância juntaram-se em 2009 para formar uma banda rock. Com apenas 13 anos de idade, começaram a partilhar - primeiro no quarto de um deles e depois em estúdio - os sons que lhes iam na cabeça e a encontrar uma linguagem comum. Tocaram em festas de escolas, de faculdade, eventos municipais, um pouco por todo o lado. Cantavam em inglês, porque era essa a língua das bandas que mais os apaixonavam (Jimmy Hendrix, Nirvana, Rolling Stones e The Strokes), mas depressa passaram a cantar em português. Era a língua que fazia sentido para retratar a vida deles, dos jovens portugueses. Apontam Jorge Palma como uma das referências, entre outros nomes do rock português, mas assumem uma identidade muito própria. Como eles próprios admitem: “Começámos a tocar para ouvir aquilo que gostaríamos de ouvir.”

 

Tracklist

Álbum: Pés na Estrada

- Deixa Rolar (single)

- O Teu Chão

- Mentalmente Astuto

- Quando Fores Embora

- Marilu Fez-se À Estrada

- Tivemos Tudo na Mão

- Já Estou Farto

- Rockinho Mandado

- Vou Gritando

- Vais Rebentar

- Nada a Perder

 

 

O álbum “Pés na Estrada” está disponível no Spotify, na loja iTunes e nas lojas FNAC.



publicado por olhar para o mundo às 21:40 | link do post | comentar

Quarta-feira, 26.11.14

choqueemcadeia.jpg

Teatro do Bairro

Dia 5 de Dezembro às 23h00


Após a edição do primeiro álbum “ Pés na Estrada” os Choque em Cadeia apresentam-se ao vivo no dia 5 de dezembro pelas  23h00  no Teatro do Bairro.

O 1ºsingle “Deixa Rolar” é uma boa amostra do espírito do álbum. O tema aborda a atitude muito portuguesa de “deixar andar”, de não se preocuparem demasiado. Sendo uma música de crítica social, é também o reconhecimento de que, apesar de tudo, os portugueses não desistem e acabam por resolver as coisas.

Com um conjunto de temas aperfeiçoados ao longo dos 5 anos de existência da banda, “Pés na Estrada” distingue-se pelo apuramento das letras, vocalizadas com invulgar atitude e afinação, em equilíbrio com sons bem estruturados e
criatividade rítmica.

O novo rock português vai passar, certamente, por aqui.

 

 




Os músicos:

Carlos Noronha - voz e guitarra

Manuel Parreira - baixo

João Costa  - guitarra solo

Luís Morais – bateria

Convidados – - Daisy | after-party

Preço Bilhetes - 3.00€

Local de venda de Bilhetes - Teatro do Bairro (à porta) no dia do concerto.



publicado por olhar para o mundo às 20:49 | link do post | comentar

Terça-feira, 21.10.14

 

 

Choque Em Cadeia - álbum " Pés na Estrada"

 

A jovem banda de Lisboa edita, pela iPLAY o seu primeiro álbum com 11 temas originais de rock cantado em português. Um som orgânico, sem artifícios e com muito para dizer. O single “Deixa Rolar”, tema que entra logo no ouvido, põe o dedo na ferida.

 

“Não gostamos de música eletrónica”. Carlos Noronha admite que a frase pode ser polémica, mas o vocalista da muito jovem banda portuguesa (os quatro elementos têm idades a rondar os 19 anos) quer assumir claramente o ADN dos “Choque em Cadeia”: uma banda de rock, sem artifícios nem “manias”, que procura retratar a vida em Portugal, em português.

 

Membros de uma geração que enfrenta problemas bem reais como o desemprego e a “fuga” para o estrangeiro, Carlos Noronha (voz e guitarra), Manuel Parreira (baixo), João Costa (guitarra solo) e Luís Morais (bateria) abordam, no seu primeiro álbum “Pés na Estrada”, estas preocupações, mas também as ambições de liberdade, viagem e descoberta. “Pés na Estrada” é um álbum de originais que nos leva por caminhos de amor e desamor, ironia, crítica social, e mesmo puro divertimento e energia. 

 

O single “Deixa Rolar”, é uma boa amostra do espírito do álbum. O tema aborda a atitude muito portuguesa de “deixar andar”, de não se preocuparem demasiado. Sendo uma música de crítica social, é também o reconhecimento de que, apesar de tudo, os portugueses não desistem e acabam por resolver as coisas.

 

Com um conjunto de temas aperfeiçoados ao longo dos 5 anos de existência da banda, “Pés na Estrada” distingue-se pelo apuramento das letras, vocalizadas com invulgar atitude e afinação, em equilíbrio com sons bem estruturados e criatividade rítmica. O novo rock português vai passar, certamente, por aqui.

 

O início do choque

 

Quatro amigos de infância juntaram-se em 2009 para formar uma banda rock. Com apenas 13 anos de idade, começaram a partilhar - primeiro no quarto de um deles e depois em estúdio - os sons que lhes iam na cabeça e a encontrar uma linguagem comum. Tocaram em festas de escolas, de faculdade, eventos municipais, um pouco por todo o lado. Cantavam em inglês, porque era essa a língua das bandas que mais os apaixonavam (Jimi Hendrix, Nirvana, Rolling Stones e The Strokes), mas depressa passaram a cantar em português. Era a língua que fazia sentido para retratar a vida deles, dos jovens portugueses. Apontam Jorge Palma como uma das referências, entre outros nomes do rock português, mas assumem uma identidade muito própria. Como eles próprios admitem: “Começámos a tocar para ouvir aquilo que gostaríamos de ouvir.”

 

 

 

Álbum: Pés na Estrada

Alinhamento: 

- Deixa Rolar (single)

- O Teu Chão

- Mentalmente Astuto

- Quando Fores Embora

- Marilu Fez-se À Estrada

- Tivemos Tudo na Mão

- Já Estou Farto

- Rockinho Mandado

- Vou Gritando

- Vais Rebentar

- Nada a Perder

https://www.facebook.com/pages/CHOQUE-EM-CADEIA/212565395471024?fref=ts



publicado por olhar para o mundo às 19:04 | link do post | comentar

Quarta-feira, 01.10.14

 

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música



publicado por olhar para o mundo às 17:42 | link do post | comentar

Segunda-feira, 29.09.14

 

“Choque em Cadeia”: o rock da nova geração portuguesa

 

 

 

A jovem banda de Lisboa edita, pela iPLAY o seu primeiro álbum com 11 temas originais de rock cantado em português. Um som orgânico, sem artifícios e com muito para dizer. O single “Deixa Rolar”, tema que entra logo no ouvido, põe o dedo na ferida.

 

“Não gostamos de música eletrónica”. Carlos Noronha admite que a frase pode ser polémica, mas o vocalista da muito jovem banda portuguesa (os quatro elementos têm idades a rondar os 19 anos) quer assumir claramente o ADN dos “Choque em Cadeia”: uma banda de rock, sem artifícios nem “manias”, que procura retratar a vida em Portugal, em português.

 

Membros de uma geração que enfrenta problemas bem reais como o desemprego e a “fuga” para o estrangeiro, Carlos Noronha (voz e guitarra), Manuel Parreira (baixo), João Costa (guitarra solo) e Luís Morais (bateria) abordam, no seu primeiro álbum “Pés na Estrada”, estas preocupações, mas também as ambições de liberdade, viagem e descoberta. “Pés na Estrada” é um álbum de originais que nos leva por caminhos de amor e desamor, ironia, crítica social, e mesmo puro divertimento e energia. 

 

O single “Deixa Rolar” (ver vídeo aqui), é uma boa amostra do espírito do álbum. O tema aborda a atitude muito portuguesa de “deixar andar”, de não se preocuparem demasiado. Sendo uma música de crítica social, é também o reconhecimento de que, apesar de tudo, os portugueses não desistem e acabam por resolver as coisas.

 

Com um conjunto de temas aperfeiçoados ao longo dos 5 anos de existência da banda, “Pés na Estrada” distingue-se pelo apuramento das letras, vocalizadas com invulgar atitude e afinação, em equilíbrio com sons bem estruturados e criatividade rítmica. O novo rock português vai passar, certamente, por aqui.

 

O álbum “Pés na Estrada” está disponível no Spotify, na loja iTunes e nas lojas FNAC.


O início do choque

 

Quatro amigos de infância juntaram-se em 2009 para formar uma banda rock. Com apenas 13 anos de idade, começaram a partilhar - primeiro no quarto de um deles e depois em estúdio - os sons que lhes iam na cabeça e a encontrar uma linguagem comum. Tocaram em festas de escolas, de faculdade, eventos municipais, um pouco por todo o lado. Cantavam em inglês, porque era essa a língua das bandas que mais os apaixonavam (Jimmy Hendrix, Nirvana, Rolling Stones e The Strokes), mas depressa passaram a cantar em português. Era a língua que fazia sentido para retratar a vida deles, dos jovens portugueses. Apontam Jorge Palma como uma das referências, entre outros nomes do rock português, mas assumem uma identidade muito própria. Como eles próprios admitem: “Começámos a tocar para ouvir aquilo que gostaríamos de ouvir.”

Ver video

 

 

Tracklist

 

Álbum: Pés na Estrada

  • - Deixa Rolar (single)
  • - O Teu Chão
  • - Mentalmente Astuto
  • - Quando Fores Embora
  • - Marilu Fez-se À Estrada
  • - Tivemos Tudo na Mão
  • - Já Estou Farto
  • - Rockinho Mandado
  • - Vou Gritando
  • - Vais Rebentar
  • - Nada a Perder

 

Disponível no Spotify, iTunes e lojas FNAC



publicado por olhar para o mundo às 20:36 | link do post | comentar


Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email
mais sobre mim
posts recentes

Choque em Cadeia anunciam...

Choque em Cadeia apresent...

Choque em Cadeia anunciam...

Choque em Cadeia - Próxim...

Choque em Cadeia - Mental...

Choque em Cadeia - Vou Gr...

Choque em Cadeia - Marilú...

Choque em Cadeia no Popul...

"Choque em Cadeia" aprese...

Choque Em Cadeia - aprese...

arquivos

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

links
comentários recentes
Pena estes rapazes não terem mais popularidade. A ...
Nome do autor da letra?Não se escreve?Falta de res...
A LETRA É ASSIM!!!E NÃO ASSADO!!!!MaMãe, tu estás ...
As partes que não consegui perceber estão com reti...
https://www.google.pt/amp/s/www.musixmatch.com/pt/...
Vou adicionar nos meus favoritos, sou brasileira, ...
" Para que o tremoço o almoço e o alvoroço demorem...
Letra e música do SiulProdução do Siul Sotnas e Mi...
que puta de letra fdx
Epá, o que é isto?Borrei-me todo com este "Mal des...
blogs SAPO
subscrever feeds