Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

    Letra   Desculpem, doutos homens, estetas, Espíritos poetas, almas delicadas, A falsidade do meu gênio e das minhas palavras. Que é a erudição que eu canto, Que é da vida, o espanto, que é do belo, a graça, Mas eu só ambiciono a arte de plantar batatas. -desculpem lá qualquer coisinha Mas não está cá quem canta o fado. Se era p'ra ouvir a Deolinda, Entraram no sítio errado. Nós estamos numa casa ali ao lado. Andamos todos uma casa ao nosso lado. Bem sei que há (...)
Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email