Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

31 Mar, 2017

Cálculo - A Zul

  Letra   E tão fácil sucumbir a escuridão Dar passos no vazio Sem tocar no chão De perder o sentido e a direcção Não não não Não sigas o caminho a mim não me seduz Encontrei a minha chama a minha luz Vou sair do escuro Descobri o rumo É ele que me conduz Sou da gera guerreia Não sou da turma da balda Não da pica passageira Mas de calo na palma Não sou um puto de tretas Sou um homem de palavra E assumo sou real Nunca sujo a minha cara Nunca passei fome Mas conheço a (...)
31 Mar, 2017

Cálculo - Saíste

  Letra   REFRÃO: Saíste de madrugada e nem disseste nada e eu fiquei, Sozinho na almofada, até que a noite acaba e o sol vem, Pensei que estavas perto mas quando desperto eu notei Que foste como o vento, só ficou cinzento e eu é que o pintei Saíste como o vento e nem senti a brisa E começar com um lamento não nos concretiza Deixei morrer um sentimento que ao tempo que avisa Que pode chegar o momento em que o tempo nos pisa Inocente desculpa, de eu ser tão imaturo (...)
  Letra   REFRÃO: O que é que eu vou fazer aqui? Se eu não me consigo salvar, e tenho o mundo inteiro a esperar por mim, Eu já não sei, yeah Porque eu já não sei. VERSO: Não é fácil a incerteza que esta vida traz, não é táctil a riqueza a que eu corro atrás, mas as contas não se pagam com batidas por mais que palavras gravadas nelas mudem vidas Mãe, o que me deste nem o universo inteiro paga, nunca cedeste, mesmo quando a situação amarga do berço (...)
Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email