Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

  Letra   É mas foi-se. Cada dia num instante. Hoje voei por segundos. Nada me deu tanto gozo. É mas foi-se. Aprecia cada instante. Nada me atinge quando sonho que é possível. Nada me atinge porque o sonho é mais que a vida.  
    Azevedo Silva no Bar A Barraca   Azevedo Silva vai estar no Bar A Barraca para um concerto já no próximo sábado, dia 20 de junho, às 22h00. O novo single do músico, “Instante”, será um dos temas que poderão ser ouvidos ao vivo. Recorde-se que o seu quinto álbum de originais, “V”, foi editado em novembro de 2014 pela Music In (...)
    Letra   Deixo-me cair, rejeito a vida. Volto a rastejar, sem ter como sarar feridas. Penso para mim qual o sentido de não desistir de tudo o que antes queria. Volto a rastejar p'ro meu abrigo. Juro não lembrar o que é ser bem querido. Fingindo bem que sou tão firme, esperando que ninguém me pise. Cabeça a mil, qual carrossel.  
    Letra   Qual é o plano? É mostrar a todos quem eu sou. Meu caro sinto que és o gajo certo p’ra mostrar valor. Agora diz-me se essa tua confiança é um dom. É que o problema do idiota é julgar que nunca se enganou. Meu querido corre, vai p’ra longe e esconde-te. É que este Mundo tem tanto idiota e tanta gente já nem se importa. Porque este Mundo tem tanto idiota, do presidente ao papa poliglota. Mas se este Mundo tem tanto idiota, ninguém escapa!  
Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email