Segunda-feira, 22.06.15

 

Letra

 

É mas foi-se. Cada dia num instante.
Hoje voei por segundos. Nada me deu tanto gozo.
É mas foi-se. Aprecia cada instante.
Nada me atinge quando sonho que é possível.
Nada me atinge porque o sonho é mais que a vida.

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

Sexta-feira, 19.06.15

AZEVEDO-SILVA.png

 

 

Azevedo Silva no Bar A Barraca

 

Azevedo Silva vai estar no Bar A Barraca para um concerto já no próximo sábado, dia 20 de junho, às 22h00. O novo single do músico, “Instante”, será um dos temas que poderão ser ouvidos ao vivo. Recorde-se que o seu quinto álbum de originais, “V”, foi editado em novembro de 2014 pela Music In My Soul.

 

Depois do EP “Clarabóia” (2006), dos discos “Tartaruga” (2007), “Autista” (2008), “Ao Vivo na Sociedade” (2009), “Carrossel” (2010) e “Monja Mihara” (2012), e de quase duas centenas de concertos e muitos quilómetros percorridos pela Europa e pela América do Sul,  torna-se cada vez mais difícil escrever uma história sobre canções em português sem referir Azevedo Silva.  De espírito introspectivo, revelando preocupações sociais e políticas, o compositor apresenta em cada música uma reflexão sincera e pessoal sobre temas que se enquadram nas canções de intervenção.  A mensagem, sempre lúcida, ainda que subtil, deslinda-se ao som daquilo a que os brasileiros um dia chamaram de “Fado Indie”.

 

A portugalidade é uma natural expressão de Azevedo Silva, presente tanto na voz como no vocabulário, nas letras e na guitarra. Zeca Afonso, tendo sido único naquilo que fez, não partiu sem deixar um legado, no qual Azevedo Silva cultiva muita da sua inspiração — dele herdou a sua sagacidade, agora adaptada a uma realidade contemporânea, urbana, precária.

 

Nascido em Lisboa a 21 de setembro de 1982, Luís Azevedo Silva iniciou a sua carreira musical em 2000, com o projeto Madcab, tendo optado mais tarde, em 2006, por um percurso a solo.

 

 

 



publicado por olhar para o mundo às 10:13 | link do post | comentar

Sábado, 18.04.15

 

 

Letra

 

Deixo-me cair, rejeito a vida. Volto a rastejar, sem ter como sarar feridas. Penso para mim qual o sentido de não desistir de tudo o que antes queria. Volto a rastejar p'ro meu abrigo. Juro não lembrar o que é ser bem querido. Fingindo bem que sou tão firme, esperando que ninguém me pise. Cabeça a mil, qual carrossel.

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

Qual é o plano? É mostrar a todos quem eu sou.
Meu caro sinto que és o gajo certo p’ra mostrar valor.
Agora diz-me se essa tua confiança é um dom.
É que o problema do idiota é julgar que nunca se enganou.

Meu querido corre, vai p’ra longe e esconde-te.

É que este Mundo tem tanto idiota e tanta gente já nem se importa. Porque este Mundo tem tanto idiota, do presidente ao papa poliglota. Mas se este Mundo tem tanto idiota, ninguém escapa!

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Sábado, 11.04.15

AzevedoSilva.jpg

 

 

“Instante”, de Azevedo Silva, estreia dia 16 de abril

 

“Instante” é o segundo single de Azevedo Silva e estreia já no próximo dia 16 de abril. Daquele que é o quinto álbum de originais do músico e compositor, “V”, editado em novembro de 2014 pela Music In My Soul, “Instante” sucede a “Idiotas”, o single de apresentação. Este trabalho vai poder ser ouvido no dia 26 de abril, no Café das Artes da Casa da Cultura de Setúbal, a partir das 18h00.

 

Depois do EP “Clarabóia” (2006), dos discos “Tartaruga” (2007), “Autista” (2008), “Ao Vivo na Sociedade” (2009), “Carrossel” (2010) e “Monja Mihara” (2012), e de quase duas centenas de concertos e muitos quilómetros percorridos pela Europa e pela América do Sul,  torna-se cada vez mais difícil escrever uma história sobre canções em português sem referir Azevedo Silva.  De espírito introspectivo, revelando preocupações sociais e políticas, o compositor apresenta em cada música uma reflexão sincera e pessoal sobre temas que se enquadram nas canções de intervenção.  A mensagem, sempre lúcida, ainda que subtil, deslinda-se ao som daquilo a que os brasileiros um dia chamaram de “Fado Indie”.

 

A portugalidade é uma natural expressão de Azevedo Silva, presente tanto na voz como no vocabulário, nas letras e na guitarra. Zeca Afonso, tendo sido único naquilo que fez, não partiu sem deixar um legado, no qual Azevedo Silva cultiva muita da sua inspiração — dele herdou a sua sagacidade, agora adaptada a uma realidade contemporânea, urbana, precária.

 

Nascido em Lisboa a 21 de setembro de 1982, Luís Azevedo Silva iniciou a sua carreira musical em 2000, com o projeto Madcab, tendo optado mais tarde, em 2006, por um percurso a solo.

 

 



publicado por olhar para o mundo às 12:13 | link do post | comentar


Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email
mais sobre mim
posts recentes

Azevedo Silva - Instante

Azevedo Silva no Bar A Ba...

Azevedo Silva - Carrossel

Azevedo Silva - Idiotas

“Instante”, de Azevedo Si...

arquivos

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

links
comentários recentes
Pena estes rapazes não terem mais popularidade. A ...
Nome do autor da letra?Não se escreve?Falta de res...
A LETRA É ASSIM!!!E NÃO ASSADO!!!!MaMãe, tu estás ...
As partes que não consegui perceber estão com reti...
https://www.google.pt/amp/s/www.musixmatch.com/pt/...
Vou adicionar nos meus favoritos, sou brasileira, ...
" Para que o tremoço o almoço e o alvoroço demorem...
Letra e música do SiulProdução do Siul Sotnas e Mi...
que puta de letra fdx
Epá, o que é isto?Borrei-me todo com este "Mal des...
blogs SAPO
subscrever feeds