Segunda-feira, 04.11.13
10 anos de Sapo Blogs
Letra
parabéns a você 
nesta data querida 
muitas felicidades 
muitos anos de vida 

hoje é dia de festa 
cantam as nossas almas 
para o(a) menino(a) ..... 
uma salva de palmas


publicado por olhar para o mundo às 14:07 | link do post | comentar

Quarta-feira, 13.03.13

Álbum duplo de Carlos Paião assinala 25 anos da morte do cantor

O editor discográfico David Ferreira, que assina o texto que acompanha o álbum, afirma que Carlos Paião tinha “tanto talento que ainda hoje, vinte e cinco anos depois de ter deixado de nos surpreender com canções novas, nos confunde ele não ter sabido administrar melhor esse extraordinário dom”.


David Ferreira, que conviveu com o músico, sublinha o seu talento, para quem “parecia tudo tão fácil”.

 

Conta o editor que, numa sexta-feira, foi pedido a Paião um hino não-oficial para a seleção nacional de futebol “e, à segunda[-feira], veio o ‘Bamos lá cambada’, limpinho irresistível, em português corrente e ‘futebolês’ fluído”.

 

Ferreira assinala a “delícia” que são as letras de Paião, as melodias “irresistíveis” e “o casamento perfeito entre as palavras e a música”, nas suas canções.

 

“Aqui e ali, a cavalo de um trocadilho que parece inocente, ressalta a capacidade de observação de um verdadeiro cronista de tiques, clichés e costumes”, afirma David Ferreira.

 

Em termos melódicos, David Ferreira atesta que Carlos Paião tem lugar no “panteão” onde estão compositores como Frederico Valério e Raul Ferrão.

 

O álbum duplo “Carlos Paião – 25 anos depois”, editado pela EMI Music, reúne 37 canções de sua autoria, entre as quais “Souvenir de Portugal”, “Não há duas em três” ou “Cegonha”, todas interpretadas por Paião.

 

Neste conjunto de 37 canções as exceções são o tema “Vinho do Porto (vinho de Portugal)” que canta com Cândida Branca Flôr, falecida em 2001, “Quando as nuvens choram”, que interpreta com Dina, “Mar de Rosas”, com o Trio Odemira, e “O Foguete”, cuja autoria da letra, música e a interpretação partilha com António Sala e Luís Arriaga.

 

No texto, David Ferreira refere a perspicácia do produtor Mário Martins, que “não se deixou enganar (…) enquanto os outros demoraram a perceber” o talento de Carlos Paião.

 

“Tínhamos artista. Afinal Carlos Paião não era só um tipo com piada. Tínhamos canções. Grandes canções”, remata David Ferreira.

 

A quando da sua morte, em 1988, aos 30 anos, o produtor Mário Martins afirmou: “Na sua aparente fragilidade ele foi mais forte do que a morte que não jogou limpo e perdeu, porque o Carlos Paião ficará sempre vivo na memória dos que o conheceram e admiraram”.

 

Do rol de canções escolhido para integrar esta edição, dividida em dois CD – um de “rápidas” e outro de “lentas” – constam temas como “Ga-gago”, “Marcha do ‘Pião das Nicas’”, “Cinderela”, “Os namorados”, “História linda” ou “Versos de amor”.

 

Carlos Paião venceu o Festival da Canção do Illiabum Clube, em 1978, ano em que já tinha escrito mais de duzentas canções. Em 1980, concorreu ao Festival RTP da Canção, não tendo sido apurado, mas, no ano seguinte, venceu este certame com “Playback”, representando Portugal no Festival da Eurovisão, em Dublin.

 

Em 1983, licenciou-se em Medicina pela Universidade de Lisboa, mas decidiu-se pela carreira musical. No ano anterior tinha editado o seu primeiro álbum, “Algarismos”.

 

Em 1985, foi um dos 18 selecionados para participar no Festival Mundial de Música Popular de Tóquio.

 

Colaborou com o humorista Herman José e escreveu para outros artistas, nomeadamente Amália Rodrigues, Lenita Gentil, Mísia, José Alberto Reis, Alexandra e Vasco Rafael, entre outros.

 

 

Retirado do Sapo Música



publicado por olhar para o mundo às 12:41 | link do post | comentar

Sexta-feira, 08.03.13

Banda desenhada do Dead Combo


DEAD COMBO celebram 10 anos em Abril com espectáculo no S. Luiz e um livro de B.D.

 

Os DEAD COMBO comemoram 10 anos de existência com um espectáculo no Teatro Municipal S. Luiz, em Lisboa, e com lançamento de livro de Banda Desenhada sobre o percurso da banda.

Após um início de ano que recebeu os DEAD COMBO com enchentes nos concertos realizados em Portugal (Barreiro e S. Miguel - Açores) e após passagens por França e pela China, os DEAD COMBO regressam a Lisboa (Teatro S. Luiz), no próximo dia 16 de Abril, para um concerto comemorativo dos 10 anos de existência da banda.

Para assinalar esta efeméride, Tó Trips e Pedro Gonçalves, lançam no inicio do mesmo mês de Abril, um livro de Banda Desenhada da sua autoria, que retrata os primeiros 10 anos de vida dos DEAD COMBO.

DEAD COMBO no Teatro Municipal de S. Luiz
16 de Abril – 21.00h – preço: 9€/17€

"Andavam há dez anos a deambular por Lisboa, procurando em vão o lugar de que lhes tinham falado. Dizia-se que era um lugar mágico onde fantasmas de outras épocas habitavam e se tornavam de novo reais quando esse lugar vibrava com gente. Constava que tinha o nome de um santo. O velho que lhes contou a história disse-lhes também que existia uma orquestra que nunca ninguém tinha visto, actores cujas faces não se vislumbravam, bailarinos que dançavam como fantasmas.

Cruzaram uma praça e entraram numa rua seguindo a lua cheia que se deixava ver entre as nuvens. Olharam e viram um lugar que condizia com a descrição do velho. “Teatro São Luíz” em grandes letras escrito por cima das grandes portas ferrugentas e cheias de teias de aranha.

Entraram.

Nunca mais ninguém os viu.

Consta que encontraram finalmente o tal lugar, do qual o velho lhes falou dez anos antes e juntaram-se aos outros fantasmas que ali habitavam
”.




publicado por olhar para o mundo às 12:59 | link do post | comentar

Sábado, 02.03.13

Dead Combo celebram dez anos com concertos e banda desenhada

Os Dead Combo estão a cumprir dez anos de existência, data que vão assinalar em abril com um concerto no Teatro São Luiz, em Lisboa, e com o lançamento de uma banda desenhada autobiográfica.


O concerto está marcado para 16 de abril, mas dias antes será apresentada uma autobiografia em banda desenhada, assinada pelos dois elementos da banda, Tó Trips (guitarra) e Pedro Gonçalves (baixo e contrabaixo).

 

Os músicos formaram os Dead Combo em 2003, gravando um tema para uma compilação de homenagem a Carlos Paredes.

 

Escudando-se em duas personagens - um 'gangster' e um cangalheiro -, os dois músicos praticam apenas música instrumental, incorporando sonoridades portuguesas, latinas, africanas e americanas nas composições.

 

Da discografia fazem parte "Vol 1" (2004) e "Vol 2 - Quando a alma não é pequena" (2006), "Lusitânia Playboys" (2008) e "Lisboa Mulata" (2011), além de dois registos ao vivo e música para cinema.

 

No ano passado participaram no programa televisivo norte-americano "No Reservations", quando o autor, Anthony Bourdain, fez um episódio sobre Lisboa.

 

Por causa da participação naquele programa, os Dead Combo tiveram três álbuns entre os mais vendidos nos Estados Unidos, através do portal iTunes.

 

Antes do concerto no São Luiz, onde já gravaram o DVD ao vivo "Dead Combo & Royal Orquestra das Caveiras", o grupo estará ainda em França e no Oriente, no âmbito do Festival Literário de Macau.

 

Retirado do Sapo Música



publicado por olhar para o mundo às 20:59 | link do post | comentar

Quarta-feira, 23.02.11

Image and video hosting by TinyPic

Uma manhã como a de hoje em que a chuva tinha finalmente cessado. Chegada ao local de trabalho, todos ostentavam tristeza. Percebi então que o nosso Zeca nos tinha deixado. O último concerto no coliseu revelava-o debilitado pela doença, mas com uma vontade férrea que tão bem o caracterizava. Só alguém de quem se gosta e cuja presença ficará como património cultural tem direito a ser tratado por diminutivo. É bom evocar datas que trazem sorrisos, mas também não se pode relegar para o esquecimento esta figura marcante. Completam-se hoje 24 anos sobre a sua morte relativa, pois a música continua a ser ouvida e – atrever-me-ia a arriscar – para sempre, mesmo em pequenos detalhes como a belíssima casa de Belmonte onde viveu e que só há dias tive o prazer de admirar.

Traz outro amigo também

No comboio descendente

Foto: página de imprensa de Pedro Laranjeira

 

Retirado de Dias que voam

 

 


 



publicado por olhar para o mundo às 13:33 | link do post | comentar


Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email
mais sobre mim
posts recentes

10 anos de Sapo Blogs - P...

Álbum duplo de Carlos Pai...

DEAD COMBO celebram 10 an...

Dead Combo celebram dez a...

Zeca, maior que o pensame...

arquivos

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

links
comentários recentes
Pena estes rapazes não terem mais popularidade. A ...
Nome do autor da letra?Não se escreve?Falta de res...
A LETRA É ASSIM!!!E NÃO ASSADO!!!!MaMãe, tu estás ...
As partes que não consegui perceber estão com reti...
https://www.google.pt/amp/s/www.musixmatch.com/pt/...
Vou adicionar nos meus favoritos, sou brasileira, ...
" Para que o tremoço o almoço e o alvoroço demorem...
Letra e música do SiulProdução do Siul Sotnas e Mi...
que puta de letra fdx
Epá, o que é isto?Borrei-me todo com este "Mal des...
blogs SAPO
subscrever feeds