Quinta-feira, 25.05.17

 

Letra

 

Acabou-se a sorte
Começou o meu azar
Não cumpri a minha parte
Agora tenho que ir trabalhar
Acabou-se a boa vida
É preciso lutar
Já não tenho mais oportunidades
Vou recomeçar
Vou começar uma vida nova
Ainda há tempo para mudar
Qualquer dia estou com os pés para a cova
E não quero acreditar
NSolão sei se meDoreço
Esta Solvida de Docão
Tudo o que Solvejo tem um Dopreço
E eu não Retenho um tostão
Será que mereço
Nunca fiz mal a ninguém
Estou perdido não tenho nada
Vou chamar a minha mãe
Sei que a vida não dura sempre
tempo passa devagar
Tenho tempo para rir
Tenho tempo para chorar
Voltas e voltas
E que grande confusão
Um homem anda aqui à toa
Nem sinto os pés no chão
Não sei se mereço
Esta vida de cão
Tudo o que vejo tem um preço
E eu não tenho um tostão
Será que mereço
Nunca fiz mal a ninguém
Estou perdido não tenho nada
Vou chamar a minha mãe

 



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

alcoolémia.jfif

 

 
NOVO DISCO "XXV ANOS" | 09 de Junho
 
Ao vivo dia 25 de Maio, Lisboa, Cinema S. Jorge, 21h00
 

"XXV Anos” (Ed. Display) marca o regresso dos Alcoolémia num disco que celebra duas décadas e meia de rock e estrada do grupo de “Não Sei Se Mereço”, e que estará à venda no dia 09 de Junho.

O grupo lançou o convite a uma série de amigos que admiram, para celebrar e revisitar os seus maiores sucessos. Entre as vozes de músicos já consagrados, e novos valores, os Alcoolémia contam com a participação de António Manuel Ribeiro (UHF), Nelson e Sérgio Rosado (Anjos), Carlos Tavares (Grupo de Baile), Nuno Norte, Zeal (Dr. Estranho Amor), Maria João, Vasco Duarte (Ossos do Oficio), Alfredo Costa (Skills and Bunny Crew) e Tiago Estrela (Rock em Stock). Paulo Borges (GNR) está a cargo das teclas.

"XXV Anos" é um álbum de celebração, para os fãs do grupo, e de descoberta para novos públicos.

"Não Sei Se Mereço" é um dos temas revisitados, que conta com a participação de Carlos Tavares (Grupo de Baile) e Nuno Norte, um tema para recordar ou descobrir os "XXV Anos" dos Alccolémia.

No dia 25 de Maio, os Alcoolémia apresentam-se, ao vivo, em Lisboa no Cinema S. Jorge, pelas 21h00.

Preço dos bilhetes: 6€

 

 



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

Segunda-feira, 02.02.15

 

Letra

 

Portugal, coitado de ti!
Estás doente, és mal tratado!
Qual será o teu fim?
És cada vez mais desprezado.
O teu povo está tão mal,
Quase sem força para viver;
Este caminho é fatal,
Há quem não tenha o que comer.
Tenho orgulho em ser Português,
Sinto o calor do nosso fado,
O soar de uma guitarra
Que por nós é tão amado.
Cantem comigo, em Português!
Parados não podemos ficar,
Portugal é o nosso País,
Por ele temos que batalhar.
Portugal confia em mim,
Não te deixes enganar!
Há quem nada sinta por ti,
Há quem nunca deixou de te amar.
Tenho orgulho em ser Português,
Sinto o calor do nosso fado,
O soar de uma guitarra
Que por nós é tão amado.
Cantem comigo, em Português!
Parados não podemos ficar,
Portugal é o nosso País,
Por ele temos que batalhar.

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Domingo, 01.02.15

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

Quinta-feira, 04.09.14

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música



publicado por olhar para o mundo às 08:24 | link do post | comentar

Sexta-feira, 27.01.12

 

Letra

 

Portugal, coitado de ti!
Estás doente, és mal tratado!
Qual será o teu fim?
És cada vez mais desprezado.
O teu povo está tão mal,
Quase sem força para viver;
Este caminho é fatal,
Há quem não tenha o que comer.
Tenho orgulho em ser Português,
Sinto o calor do nosso fado,
O soar de uma guitarra
Que por nós é tão amado.
Cantem comigo, em Português!
Parados não podemos ficar,
Portugal é o nosso País,
Por ele temos que batalhar.
Portugal confia em mim,
Não te deixes enganar!
Há quem nada sinta por ti,
Há quem nunca deixou de te amar.
Tenho orgulho em ser Português,
Sinto o calor do nosso fado,
O soar de uma guitarra
Que por nós é tão amado.



publicado por olhar para o mundo às 08:56 | link do post | comentar

Quinta-feira, 26.01.12

 

letra

 

Queria saber até onde posso ir
Queria conhecer os teus olhos e o teu sorrir
Aprender contigo aquilo que não sei
Perguntar como amigo o que nunca perguntei
E saber se existe amor entre nós
Não quero ser, não sou capaz
De ser mentira e aliás toda a verdade é que não sei até onde posso ir



publicado por olhar para o mundo às 17:53 | link do post | comentar

Sábado, 16.04.11

 

 

Letra

 

Acabou-se a sorte
Começou o meu azar
Não cumpri a minha parte
Agora tenho que ir trabalhar
Acabou-se a boa vida
É preciso lutar
Já não tenho mais oportunidades
Vou recomeçar
Vou começar uma vida nova
Ainda há tempo para mudar
Qualquer dia estou com os pés para a cova
E não quero acreditar
NSolão sei se meDoreço
Esta Solvida de Docão
Tudo o que Solvejo tem um Dopreço
E eu não Retenho um tostão
Será que mereço
Nunca fiz mal a ninguém
Estou perdido não tenho nada
Vou chamar a minha mãe
Sei que a vida não dura sempre
tempo passa devagar
Tenho tempo para rir
Tenho tempo para chorar
Voltas e voltas
E que grande confusão
Um homem anda aqui à toa
Nem sinto os pés no chão
Não sei se mereço
Esta vida de cão
Tudo o que vejo tem um preço
E eu não tenho um tostão
Será que mereço
Nunca fiz mal a ninguém
Estou perdido não tenho nada
Vou chamar a minha mãe

 



publicado por olhar para o mundo às 17:37 | link do post | comentar


Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email
mais sobre mim
posts recentes

Alcoolémia - Não sei se M...

Alcoolémia - NOVO DISCO "...

Alcoolémia - Portugal o n...

Alcoolémia - "Leva-me ond...

Alcoolémia "Palma da Mão"

Alcoolemia - Portugal, o ...

Alcoolémia - Até onde pos...

Alcoolemia - Não sei se m...

arquivos

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

links
comentários recentes
"Estou cheio de arrependimento, cheio de dorese tu...
E é "Não dizem duas quando estão ao pé de ti"...
com o soquete p'lo artelho, um soquete é uma meia.
Pena estes rapazes não terem mais popularidade. A ...
Nome do autor da letra?Não se escreve?Falta de res...
A LETRA É ASSIM!!!E NÃO ASSADO!!!!MaMãe, tu estás ...
As partes que não consegui perceber estão com reti...
https://www.google.pt/amp/s/www.musixmatch.com/pt/...
Vou adicionar nos meus favoritos, sou brasileira, ...
" Para que o tremoço o almoço e o alvoroço demorem...
blogs SAPO
subscrever feeds