Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

 

 

Letra

 

 

Tu sempre foste tão gentil, misterioso
Que me fascinas desse jeito atencioso
Os teus poemas são, beijos de traição
Que me seduzem numa teia de ficção

 

Tu que me chamas de coisa mais bela
E me ofereces serenatas à janela
Os teus poemas são, beijos de traição
Que me iludem sem compaixão

 

O pior de tudo é que amo tuas mentiras
Encarcerada em minhas próprias ilusões
Será que amar assim faz sentido? Duvido dessas razões
E o que mais dói é que me agarro às mentiras
E faço delas verdades de cristal
Cada vez, que me magoas eu sei, 
Sou a tua maior mentira

 

Tu sempre foste tão fiel, dedicado
E arrastaste o meu rumo, do meu fado
Os teus poemas são, beijos de traição
Que me seduzem numa teia de ficção

 

Contigo eu sempre me guiei, por instinto
O teu olhar é mais que um, labirinto
Os teus poemas são, beijos de traição
Que me iludem sem compaixão

 

O pior de tudo é que amo tuas mentiras
Encarcerada em minhas próprias ilusões
Será que amar assim faz sentido? Duvido dessas razões
E o que mais dói é que me agarro às mentiras
E faço delas verdades de cristal
Cada vez, que me magoas eu sei, 
Sou a tua maior mentira

 

letra de Boss AC

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email