Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

22 Ago, 2017

Slow J - Serenata

 

Letra

 

Eu escrevo serenatas de agonia
Debaixo da janela onde ela
A manhã chegou fria
E passa a tarde e a noite
E eu já nem sei o que eu fazia
Antes dessa melodia chegar

E o que é que somos separados nós
Nós os inseparáveis
Mentirosos compulsivos decididos
A agarrar-nos a verdades tão frágeis
Mas não vás, não agora que me dás, abrigo
E se fores e se a fé bazar
Contigo e eu não admitir

Dizes que queres ser a minha terapia
Ouves essa mesma melodia
Nos teus sonhos, ou são só, sonhos meus

Às vezes agradeço a nossa distância
Se eu não tou pronto para ti
Pronta pronto sobra ganância
E o que o meu conto conta é simplesmente
Eu sou uma criança
E tá provado nos teus lábios bae
Só mais uma dança
Só mais uma
Canção lança, mas canções cansam-me e as
Pernas balançam bambas de corpo e alma
Ator da calma
Vem cá fora ver o verde ver a cor da fauna
De corpo e alma, ator da calma
Vem cá fora ver amor eu 'tou da cor da fauna
De corpo e alma, ator da calma
Vem cá fora ver o verde ver a cor da fauna
De corpo e alma, ator da calma
Vem cá fora ver amor eu 'tou da cor da fauna
De corpo e alma
(Sonhos são só tesouros teus)
De corpo e alma
(Sonhos são só tesouros teus)
De corpo e alma
(Sonhos são só tesouros teus)
De corpo e alma
(Sonhos são só tesouros teus ...)

 

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.