Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

 

Letra

 

A Ilha

Mundo triste este a que pertenço:
Diverte-se a fazer nascer uma ilha no meio do oceano imenso,
Que por mais que tente abraçar essas gotas salgadas sem cor
Continua seca no interior...
Mesmo quando ao abandono, capaz de gerar vida de vigor
Mas a água nunca o vê como tesouro.
Tenta inundar com ondas esse árido maldito
Como se fosse um tumor que mancha o seu belo infinito...
É a sua própria fronteira,
Ela sabe que é diferente do que a rodeia ainda que não queira...
Tanto mar e ela sozinha mesmo quando não está.
Tanto mar e é um peixe fora do seu habitat.
Mas a ilha sabe que as há como ela,
Separadas por essa cortina intransponível de água que a flagela...
Isolada, resta-lhe olhar para o horizonte, sonhar alto
E esperar que algum barco chegue ao seu arenal...

Mas ninguém chega (Não)
E a ilha vai esperando,
Perdida no seu canto a olhar para o distante...
Mas ninguém chega
E a ilha vai esperando,
Enquanto se afunda lentamente no oceano...

Ninguém chega (Não)
E a ilha vai esperando,
Perdida no seu canto sem sombra de viajante...
Mas ninguém chega
E a ilha vai esperando,
Até que se afunda para sempre no oceano...

 

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email