Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

 

Letra

 

Ainda te sinto perto embora os anos corram
Tou aqui perdido á espera que as saudades morram
Que as lágrimas escorram
Pois essas contam sempre
Eu já disse que tu és forte
Mas sem base tombas sempre
E eu nem sei se eu vou voltar a atrás
Talvez a vida mude e já seija o teu rapaz
Mas apesar de tudo não sei se sou capaz
As noites frias congelaram cada um dos nossos laços
Eu tento não pensar a ver se vida continua
Mas ela só avança se estiver contigo nua
Eu sei que não é fácil ver-te a passar na rua
E a lembrar a tua frase "Amor eu sou apenas tua"
E eu sei que tu que querias uma casa com retratos
Longe do veneno dessas bocas e boatos
Levar a vida sério pôr de lado os disparates
Então atraso o teu relógio para os minutos mal amados
Dá corda aos sapatos põe o copo na mesinha
Bora fazer amor andar na brasa com a vizinha
Já não te vou deixar andar na noite ai sozinha
Porque antes da bebida era eu que te adormecia
E se tu queres essa vida eu não te posso obrigar
De todo o tempo rosa vou dizer obrigado
Falas que posso ser feliz " Eu sei que posso obrigado"
Mas não quero estar com alguém que eu não amo obrigado

 

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.