Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

 

Letra

 

Meu amor só quer carninha
Seja ao almoço ou ao jantar
Assim bem suculenta
Com grelinhos a acompanhar

Eu já fiz vários molhos
Para a refeição ele poder temperar
Mas ele quer sempre o mesmo
Diz que não vai enjoar

Quer o coentro com alhinho
Com muito azeite bem regado
E eu faço sempre isso
Só para agradar ao meu amado

Eu faço sempre de coentrada
Eu faço sempre de coentrada
Eu sei que ele gosta muito
E a mim não me custa nada

De início custou um bocadinho
Porque eu não estava acostumada
Mas agora de tanto fazer
Posso dizer que até me agrada

Para o meu amor seja qual for o prato
Este molho tem que existir
Basta me olhar em seus olhos
E eu vejo a pedir

Quer no coentro com alhinho
Com muito azeite bem regado
E eu faço sempre isso
Só para agradar ao meu amado

Eu faço sempre de coentrada
Eu faço sempre de coentrada
Eu sei que ele gosta muito
E a mim não me custa nada

Eu faço sempre de coentrada
Eu faço sempre de coentrada
Eu sei que ele gosta muito
E a mim não me custa nada

 

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email