Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

 

Letra

 

Garganta, tu não me afrontes!
Movo serras, movo montes,
Rios e também as fontes
E louvo a toda a multidão!

Movo as águas cristalinas
E as cidades mais finas,
Pedreiras e bagacinas
E também o teu coração.

[instrumental]

A morte é uma ceifeira,
Uma feia traiçoeira:
Mata de qualquer maneira,
Mata alegre e mata triste.

Mata velho, mata novo,
Mata sem maior estrovo
Que é a desgraça do povo
Que neste mundo existe.

[instrumental]

Bendito, louvado seja
Aqui ou na igreja,
Ou em qualquer lugar que esteja,
É a Santíssima Trindade.

E é a Virgem Maria,
Nossa mãe e nossa guia,
Que é a nossa companhia
P'ra toda a eternidade.

[instrumental]

 

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email