Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

 

Letra

 

Eu sou o Submarino Irrevogável
Muito inteligente, pouco recomendável
Eu sou o Submarino Irrevogável
Pouco transparente, muito maleável

Já fui um jornalista
Muito independente
Não havia político
A quem não ferrasse o dente

Perdi o meu ferrão
Ao primeiro ministério
Se a incoerência matasse
Morava num cemitério...

Eu sou o Submarino Irrevogável...

Eu cá já fui Ministro
Mas bati com a porta
Acabei promovido
A Vice da cepa torta

Gosto de me coligar
Mas não tenho preferência
É o poder que me move
Não a minha consciência

Eu sou o Submarino Irrevogável...

Dentro do meu partido
Eu sou Senhor e Rei
Cá todos se governam
Esta é a minha lei

Deus, Pátria e Família
Conheço-os de cor
Trocado por miúdos
Eu sou um conservador!

Conservador, ditador, diplomata da mentira
Camuflado, atrás do fato, semeando a intriga
Alargando o cinto p`ra esconder essa barriga
Envenenas o País ao ritmo da tua cantiga (Chega!)
Já ninguém papa do teu prato
Vai abrir a caça ao pato
Cuidado olha p`ra trás
És gato o povo é rato
Vai sorrindo, enchendo o saco
A verdade tem um prazo
O poder fez-te fraco mas...
O País é nosso!

Eu sou o Submarino Irrevogável...

 

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email