Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

 

Letra

 

Música e Letra: Rogério Charraz

Há algo entre nós, Professor
Não o queira ocultar, por favor
Você diz o que eu sinto
Se o negar, eu minto
Não há que duvidar, é amor...

Platónico sim, pois então
Nem sequer alimento a ilusão
De vir a estar consigo
Eu nem sei se consigo
Materializar este amor

Há muito em si, eu confesso
Que fascina e me deixa perplexo
Esse dom de falar
Escrever , explicar
O que é afinal o amor

Jogo de Espelhos, sonhos Vermelhos
Saltitam papoilas a vibrar
Ventre materno, amor eterno
Um doce verde no olhar

Submarino amarelo, Blues no rabelo
Prenúncio de aviões a levantar
Herdeiro errante, Amor distante
Nó na garganta a apertar...

Há tanto entre nós, Professor
Que é difícil explicar com rigor
O fascínio mulher
O prazer de comer
E esta forma tão livre de amar

Se algum dia nos cruzarmos, Professor
Sou capaz de lhe pedir o favor
De ouvir esta canção
E explicar-me a razão
Deste tão declarado amor....

Arranjo: Rogério Charraz

Voz: Rogério Charraz
Bateria: Rui Carvalho
Baixo: Nuno Oliveira
Teclas: Paulo Loureiro
Guitarra: Guilha Marinho
Percussões: Ruca Rebordão
Acordeão: Carlos Lopes

 

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.