Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

 

Letra

 

[ Verso 1 - Dillaz]
Para todo passageiro eu tou no cockpit
Se vens abrir o bico tens o pitch down
E as morenas a perguntar porque que eu não fico
Se vais querer sair do sitio eu digo sit down
A construir a cave lá no meu kubico
Só para ficar mais abaixo do teu underground
A toda hora aplicar a poda no manjerico
Tou dia de olho em bico eu tou na Chinatown
Eu nunca quis em demasia pra além do que eu consumia
Para quem queria não é pêra doce
Eu era um rato só vendia
Zeca contava a quantia eu nem sabia que a dúzia era 12
Aonde circular garula parei com gente gandula
Ainda no money eu tinha um caroço
Na zona havia gente muito sábia muita lábia
Mas a ca máfia veio armada
Bum, bum, bum, bum matou-se


Tu estás a querer um bar aberto, tão..
Põe musica pimba e cambinda na jola do moço
Não é ser mal educado
Mas tenho notado que andas mais cheirado e menos cheiroso
Ficar no meu repouso ter um picadeiro
A cuidar da minha jarda
Ter um jardineiro
Ver a mana tratada vestir a toda com prada
Tu não vais dizer se eu não disser pirmeiro

Tu estás a querer um bar aberto, tão..
Põe musica pimba e cambinda na jola do moço

Tu estás a querer um bar aberto, tão..
(Sente que acendo o meu spliff, eu fumo tipo o Chief Keef)

Tu estás a querer um bar aberto, tão..
(Eu tenho bolsos pesados num casaco da Levis)

Não é ser mal educado
Mas tenho notado que andas mais cheirado e menos cheiroso

[Regula]
Eu tenho as fofas todas na linha da frente
Com o peito a jeito
Assim que eu acordo é wake n bake
A minha vida está toda no stage take a take
Não me dirijo a fakes nem com todo o desrespeito
Mas sempre que acendo o meu spliff beef
Eu fumo tipo o Chief Keef
Não ouviste o que eu disse peace
A tua miss pega no meu piço kiss kiss
Sempre que te diz fazer um diss a gente ri-se disso
A tentar alcançar o bico do Elvis
Estou a dar de stick
Vocês estão com o stick das selfies
Boy eu sempre que digo que tenho um contracto com a Medis, bolsos pesados no casaco da levis
Oh yeah, filho da natália ah pois é
Dois pés dentro das sandálias do moisés
Sou fresh boy quem tá comigo tá com cash é só andares atento e ver o que acontece
Mas easy quando tirares as medidas do fato
Ou a testa fica marcada com as adidas do renato
É coisa leve todos os dias faço o mesmo serão
Para não voltar a fazer bonecos de neve em pleno verão
, okay
Boy eu não brinco com o meu linco
Fodo a perna ao trinco ya eu já queria ser pimp em 95
Agora tenho uma data delas nuas no requinto
Porque o meu nome é um dos
Que tá a encher qualquer recinto

Tu estás a querer um bar aberto, tão..
Põe musica pimba e cambinda na jola do moço

Tu estás a querer um bar aberto, tão..
(Sente que acendo o meu spliff, eu fumo tipo o Chief Keef)

Tu estás a querer um bar aberto, tão..
(Eu tenho bolsos pesados num casaco da Levis)

Não é ser mal educado
Mas tenho notado que andas mais cheirado e menos cheiroso

 

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.