Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

 

 

Letra

 

Hey
O da Vila e Fyah Box
Rasta a abana a carola ate que te caia a locks

 

De Lisboa para Kingston até Saragoça
Duas garrafas na mão, estou a roçar na grossa (true)
Ei, uns 10 minutos a roçar na grossa
Paí uns 10 minutos a roçar na grossa

 

Se é tua princesa agora é nossa sócia
Tá a dar de stick não é só roça roça
Na, na, na não é só roça roça
Na, na, na não é só roça roça

Se é tua princesa agora é nossa sócia (jura)
Tá a dar de stick não é só roça roça

 

Hey, sabes que eu não papo grupos nem papo grupies
Só picanhas, não me venhas com prato de cookies
Quem me acompanha na cama é um par de butties
E as amigas avaliam a performance com ar de júris

 

Uma beija-me o pescoço enquanto eu naito a Shamira
A outra mexe a cintura como se fosse a Shakira
As duas juntas fazem-me coisas que tu não imaginas
Metem as bolas na boca e dizem que estão com anginas

 

Do it
Gotta do it
Gula
Don Gula

 

Let it Go
You Already Know
Yeah
Let it Go

 

Então vá lá, confessa papo é recto não há muita conversa
Tempo é dinheiro baby eu tou com pressa
Nós, podemos fazer isto a abrir ou se quiseres em slow motion
E se fores violenta eu vou-te bater até ficar com a mão roxa
Get it, vais ver a marca da mão na cocha, pulsação na colcha
Eu tou a partir a louça sempre que é para cobrir as moças
E a ti não te toca nada nem que tentes cobrir á força

Mentaliza as queridas não são só tuas playa
Onde quer que eu vá vejo-as na minha plateia


Tenho a cozinha cheia
E aquilo que eu cozinho até a minha vizinha cheira

Eu grito crise no strip-tease Demi Moore
Calcanhar desenhado, hum hum pédicure
O crédito é seguro e eu ponho esse ass em tour
E onde tu me vires é via verde tenho acesso a tudo
I’m a dude sem penduras sou eu quem conduz
Gang bang sem censuras direito a um bom duche
Mas eu não tou com crews, na eu tou com queridas
E elas só saem do meu quarto com a crica com feridas

A querida uaina como eu não naina
Eu vou-lhe tentar por o meu pau na "vagina"
Juro ela vai sentir o meu pau na "vagina"
Mesmo que eu esteja barrigudo como o Nicolau Breyner

 

Ga Gancho

Let it go
Fyah Box
Duda
Krpan
Rafa
Yeah
Don Gula
You already know

 

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.