Quarta-feira, 9 de Setembro de 2015

branko.gif

 

 

O músico e produtor português Branko viajou por cinco cidades, em busca de uma nova sonoridade na música eletrónica, e o resultado dessa "obsessão musical" é o primeiro álbum, "Atlas", a editar esta semana.

João Barbosa, que se apresenta como Branko, um dos fundadores dos Buraka Som Sistema, esteve em Amesterdão, São Paulo, Nova Iorque, Cidade do Cabo e Lisboa, em gravações com mais de vinte artistas, para compor uma espécie de mapa musical com a mais recente música nascida em ambiente urbano.

"Procurei cidades com um tipo de atividade e de diversidade cultural que tivesse cenas musicais novas, desde Amesterdão, com o 'bubbling', a São Paulo, com o novo 'baile funk', à Cidade do Cabo com 'gqom', o 'house' da África do Sul", disse Branko à agência Lusa.


Com o computador cheio de sons, ritmos e 'loops', o produtor português serviu de elo de ligação entre todas as cidades e os músicos convidados a gravar, embora nem todos tenham entrado no alinhamento final de "Atlas".

Os cantores, instrumentistas, rappers e produtores que entraram neste disco são de várias coordenadas geográficas e com uma base cultural e musical diversa; muitos são desconhecidos do grande público e provam, segundo Branko, a riqueza musical que está abaixo da superfície da música atual.

Nas gravações participaram Princess Nokia (Porto Rico), Skip & Die (África do Sul/Holanda), Alex Rita (Dinamarca), Cícero Rosa Lins e Mc Bin Laden (Brasil), Mayra Andrade (Cabo Verde) ou Kalaf (Angola).

Habituado a viajar pelo mundo a solo ou com os Buraka Som Sistema, Branko não tem tempo para estadias prolongadas, mas conta que "o radar está sempre alerta" para descobrir pessoas e coisas novas.

"É uma obsessão musical. Passo horas na Internet, a fazer pesquisas, no SoundCloud. Os meus pais tinham a 'Enciclopédia Luso-brasileira de Cultura', com onze ou doze volumes e lembro-me de pensar que estava ali o mundo todo. Acho que tento fazer isso, criar uma enciclopédia mental, tenho essa necessidade de catalogar ritmos e tipos de 'loops'."


Para fazer "Atlas", que sai com o selo Enchufada (a editora que fundou), Branko contou com a parceria de Red Bull Music Academy, estrutura que tem estúdios de gravação espalhados pelo mundo e para a qual gravou uma série de curtos documentários sobre a feitura do álbum.

É nesses vídeos, que têm estado a ser divulgados diariamente esta semana, que Branko diz que Lisboa tem assistido a uma revolução cultural.

"Acho que Lisboa conseguiu impor alguma personalidade musical no mundo, através do fado, claro, mas também com uma música que vem dessa mistura entre África, Europa e Brasil", afirmou, citando Batida, DJ Marfox, DJ Nigga Fox e os próprios Buraka Som Sistema, como alguns dos protagonistas.

Branko estará esta semana em São Paulo e no Rio de Janeiro para duas atuações, e, na próxima semana, no dia 10, atua na Galeria Zé dos Bois, em Lisboa.

Entre setembro e outubro andará em digressão pela América do Norte e América do Sul, enquanto os Buraka Som Sistema preparam a digressão de despedida, marcada para 2016, coincidindo com os dez anos de existência do grupo.

"Foi uma decisão ponderada. Demorou o verão todo a ser tomada e não significa o fim. Vamos tentar sair da nossa pele de banda, olhar para a nossa música e ver se é essencial o que estamos a fazer."

 

Retirado de IOL Música



publicado por olhar para o mundo às 12:13 | link do post

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email
mais sobre mim
posts recentes

O Blog Mudou de casa

Fado Insulano - José Mede...

Cantiga da terra - Zeca M...

"Aprendiz de Feiticeiro -...

Milhafre das Ilhas - Luis...

Sara Tavares - Ter Peito ...

Banho Maria - Não Há Amor...

Sara Tavares - Fitxadu ft...

JUNGLE EVA - TT SYNDICATE

João Granola estreia vide...

arquivos

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

links
comentários recentes
"Estou cheio de arrependimento, cheio de dorese tu...
E é "Não dizem duas quando estão ao pé de ti"...
com o soquete p'lo artelho, um soquete é uma meia.
Pena estes rapazes não terem mais popularidade. A ...
Nome do autor da letra?Não se escreve?Falta de res...
A LETRA É ASSIM!!!E NÃO ASSADO!!!!MaMãe, tu estás ...
As partes que não consegui perceber estão com reti...
https://www.google.pt/amp/s/www.musixmatch.com/pt/...
Vou adicionar nos meus favoritos, sou brasileira, ...
" Para que o tremoço o almoço e o alvoroço demorem...
Posts mais comentados
blogs SAPO
subscrever feeds