Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

 

 

Letra

 

 

"Mãe! Não me cortes as pernas, óh mãe!
A culpa não é minha, é de quem deixou isto assim.
Bem vindo à época de caça.
Querem acabar com a nossa raça.
E quem não tem padrinho não se safa,
nem sequer vê o fim.
O sol vai alto e já não sei de ti nem de mim.

- Sai daqui enquanto tens força em ti.
Sai daqui. Enquanto durou soube bem.
Deu para um ou dois, mas não dá para mais ninguém.

Mentes loucas de demência,
com mais gula que inteligência,
cegas para quem precisa de pão.
E toda a gente sabe quem são!
Ficavam todos bem numa prisão,
mas aqui, ladrão não caça ladrão, e assim
o sol vai alto e ainda não sei de ti nem de mim.

-

E a tua vez termina antes de começar
Não há mais que te prenda aqui neste lugar."

Prana - Sapatos de Pedra

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.