Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

03 Jun, 2017

Prana - Raiva

 

Letra

 

Raiva é amor mal canalizado,
É uma prenda enfim,
Que ofereço só a mim
E aceito com agrado.

Raiva é saudade de tudo o que nunca foi teu;
É um tesouro achado,
Que estimo e que guardo,
Como se fosse meu.

E não tens de a esconder,
Quando ela vem,
Porque a raiva só é má,
Quando a alma é má também.
Porque a raiva só é má,
Quando a alma é má também.

E a raiva não dá murros,
Não dá turras nem pontapés,
Quem a tem sempre a experimenta,
Dos 8 aos 80 e de lés a lés.

Porque a raiva não é feia,
Não é crime nem é pecado,
É uma fogueira ao frio,
Uma santa com feitio um bocadinho ao lado.

E não tens de a temer,
Quando nada corre bem,
Porque a raiva só é má,
Quando a alma é má também.
Porque a raiva só é má,
Quando a alma é má também.

Deixa toda a tua raiva em mim!
Deixa toda a tua raiva em mim!
Deixa toda a tua raiva em mim!
Deixa toda a tua raiva em mim!

E se caso com a alma,
Não distingo o mal do bem,
Guarda longe essa raiva
Antes que mates alguém.
Guarda longe essa raiva
Antes que mates alguém.

 

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.