Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

15 Dez, 2016

Piruka - Música

 

Letra

 

Para mim música é a alma que me acalma na euforia
É poder desabafar e sentir que a pele arrepia
É o poder de partilhar a minha história, a minha vida
é sorrir, é chorar, é sentir a batida
É viver o sentimento e apurar a escrita
é partilhar o sentimento com quem se identifica
Por cá fora o que vem cá dentro e ter cabeça erguida
Saborear cada momento como se fosse magia
Dar uso à caligrafia duma forma suave
Saber ouvir na melodia os agudos e graves
Pra mim a poesia não é só uma fase
Pra mim a poesia não são apenas frases
Pra mim a poesia é expor o meu dia a dia adquirir sabedoria e tentar ensinar
Não só a minha cria, não só a minha família mas sim a todos aqueles que eu possa ajudar
Pra mim musica é amar, musica é trair
Musica é sonhar e lutar por conseguir
Pra mim musica é vida e eu quero fazer vida da musica
Tenho ambição, a minha paixão é única
Tenho ambição, a minha paixão é lúcida
Pra uns dedicação por uma paixão tão estúpida
Pra mim dedicação por uma paixão tão clássica
Poeta da rua, Madorna a minha máfia ...

Eu sei o que toda a gente quer de ti
E nunca o confesso
Musica eu só posso falar por mim
E sei bem que o que eu quero
Não é o que toda a gente quer de ti
E isso eu confesso
Mas eu só posso falar por mim
E pra ti ser sincero

Eu tento ser sincero agarrado a caneta
E espero pela minha vez no meu mundo a parte
Sentado num dos quatro cantos com a minha caderneta
Abordo a realidade com a minha arte
Abordo a verdade dentro do meu quarto
Musica não é vaidade, é necessidade
Musica é sinceridade, frieza e bondade
Musica não tem estatuto e não tem idade
Musica é a liberdade na minha mão
Musica é liberdade de expressão
Musica é liberdade dos irmãos
Tão trancados numa cela afastados da multidão
Musica é um misto de emoções
é escutar, falar, partilhar sensações
é sentar e sentir conversas com os meus botões
é escrever, gravar para se recordar depois
Musica sou eu e tu
Musica somos nós
Musica é o que eu faço com um beat e a minha voz
Musica é o que eu traço no meu caderno a sós
Musica é o que eu passo e o que passaram os meus avós
Musica é o mundo, não se define numa palavra
é um cota, é um puto, é tudo e não é nada
É o escuro da madrugada
é o inicio e o fim eu não sei nada
Mas sei o que toda a gente quer de ti

Eu sei o que toda a gente quer de ti
E nunca o confesso
Musica eu só posso falar por mim
E sei bem que o que eu quero
Não é o que toda a gente quer de ti
E isso eu confesso
Mas eu só posso falar por mim
E pra ti ser sincero

 

 

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.