Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

 

Letra

 

A pele ruboriza
Uma febre de morte
Como cruel quimera
Que pelos ombros segura

Cabelo chicoteia
O ar que vaporiza
Um perfume de brasa
Foi esculpido da cinza

No seu jogo
Sem vontade, sou mero pião
Preso pelo olhar movediço
Que me afunda inteiro pelo chão

Uma corda em trança
Que esticada ondula
Aperto a garganta
Só respiro quando ela deixar

No seu jogo
Sem vontade, sou mero pião
Preso pelo olhar movediço
Que me afunda inteiro pelo chão

Sem ter medo, ainda estremeço
Sentado no mármore quebrado
Solto pelo olhar, transfigura
No rodopiar da sua mão

Colhe-as tu
Defloro o medo

 

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.