Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

pedrobalse.jpg

Pedro Balse apresenta “Places” em showcase

 

Pedro Balse vai estar, no próximo dia 3 de maio, na FNAC do Centro Comercial Colombo para um showcase a partir das 17h00. O músico vai apresentar o seu segundo álbum, “Places”, editado pela Music In My Soul, do qual “Bella Firenze” é o single de estreia.

 

Pedro Balse nasceu em Portalegre, em 1972, e durante a adolescência pertenceu a diversas bandas, como baterista e baixista. Em 1996, terminou a licenciatura em Ciências Musicais na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa e hoje trabalha como professor de música, em Sintra.

 

A necessidade de se dedicar à composição surgiu em 2011, altura em que começou a criar o seu próprio estúdio. Em dezembro de 2012 editou o seu primeiro trabalho, “World chill” – trata-se de uma nova sonoridade, uma fusão de acústico com eletrónico, numa mistura de world music com chillout/lounge.

 

Em novembro do ano passado editou o seu segundo álbum, “Places”, numa continuação da viagem iniciada em 2012... um trabalho claramente influenciado pela sua formação clássica, que conta com 47 participações especiais.

 

Nas palavras do jornalista e comentador Nuno Rogeiro, “o português Pedro Balse investe, sensivelmente, na música ambiental topográfica”. Na generalidade, a música de Pedro Balse é relaxante. Pretende proporcionar bem-estar aos ouvintes. E pretende, também, ser uma viagem imaginária, através de temas com influências de vários locais no mundo... de Buenos Aires a Lisboa, passando por Paris, Andaluzia, Dubai, Rio de Janeiro, Himalaias, Irlanda, Marrocos, etc.

 

 

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email