Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

 

 

 

Letra

 

 

Acordas longe de ningum,
Sentes que ontem foste alm,
No mos um mundo que morreu,
L fora um outro que no teu.
Na estrada o carro no parou,
Talvez algum que no acreditou
Que o corpo serve para voar,
Sempre que a dr se deixe amar

E dizes que hoje vais mudar de vida,
Mas s mais uma para te mostrar onde a sada,

Que Tudo ou Nada,
Que hoje Tudo ou Nada,
Que hoje Tudo ou Nada,
Que hoje Tudo ou Nada

Os sonhos j so de papel,
As noites um sonho cruel,
Em cada porta algum ausente,
Um som distante, um cu diferente.
O alcatro a mil hora,
Um instante que demora,
A luz corta como metal,
A terra tem um sabor banal.

E dizes que hoje vais mudar de vida,
Mas s mais uma para te mostrar onde a sada,

Que Tudo ou Nada,
Que hoje Tudo ou Nada,
Que hoje Tudo ou Nada,
Que hoje Tudo ou Nada

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email