Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

 

Letra

 

Que não posso negar
Que sou rio, tu és mar
Nem consigo escrever
Como te quero ver
Sempre que anoitecer
Sempre que amanhecer

Diz que é hoje que me vais salvar
Beija-me, não quero sufocar
E por favor não me deixes nunca escapar
Por entre os braços onde eu só quero estar

Se eu pudesse roubar
Todo o céu para to dar
Iria sem hesitar
Sem tempo para pensar

Então diz que é hoje que me vais salvar
Beija-me, não quero sufocar
E por favor não me deixes escapar
Por entre os braços onde eu só quero estar
Por entre os braços onde eu só quero estar

Então voa
Voa até mim
Então canta
Canta só para mim
Então dança
Dança até ao fim
E então fica
Fica só para mim

Diz que é hoje que me vais salvar
Beija-me, não quero sufocar
E por favor não me deixes nunca escapar
Por entre os braços onde eu só quero estar
Por entre os braços onde eu só quero estar

 

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email