Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

Roberto Leal

 

Roberto Leal, artista que nos tem surpreendido a cada trabalho seu, seja na música como nos ecrãs da TV, traz-nos mais uma grande novidade: “Obrigado Brasil!” é o seu novo disco. 

 

Hoje, dia 24 de Fevereiro, está disponível em todas as plataformas digitais

 

(iTunesMusicboxVodafone MusicGoogle Play, entre outros) e dia 26 de Fevereiro em formato físico em todas as lojas.

 

 

Gravado especialmente em clima de  Carnaval e da alegria que contagia os brasileiros, “Obrigado Brasil! “ é como um abre alas, um aquecer dos tambores para esta fase que antecede os grandes acontecimentos da Copa  Mundial de Futebol, desporto rei no Brasil.

 

Um disco apenas com sambas, já seria por si só uma grande novidade. Mas Roberto Leal traz-nos pérolas do cancioneiro brasileiro, dividindo a sua interpretação com alguns dos maiores nomes do samba, como AlcioneJorge AragãoArlindo CruzJair RodriguesJairzinhoLuiz Carlos e Luciana Mello.

 

Para que o trabalho saísse perfeito, e nem poderia ser de outra maneira, além de grandes músicos e do Maestro Júlio Teixeira nos arranjos e regência, há o cenário, a inspiração e o calor das baterias que vêm do Rio de Janeiro, a Meca do Samba no Brasil.

 

Mais do que um novo CD, Roberto Leal classifica o seu novo trabalho como um tributo, um agradecimento à terra que o acolheu e sempre o apoiou, um país que não o chamou de estrangeiro e lhe deu a oportunidade de dividir com os seus, o carinho e o reconhecimento de um filho.

 

 

“O Brasil ensinou-me o samba e eu ensinei aos brasileiros a dançar o vira”, refere Roberto Leal.

 

“Antes de tudo, antes do começo, como já relatei no meu livro “As Minhas Montanhas”, eu fui preparado para uma carreira a cantar samba. Logo depois do início, fui ter com aquele que seria o meu primeiro grande empresário e agente, o Curumba. Ele era empresário do Jair Rodrigues e dos Originais do Samba, já sucesso naquela época... e ali, envolvido nos sonhos de principiante, de alguém que via no sucesso a escada para o céu, encontrei, na mesma situação, a Alcione, o Benito de Paula e o Wando. Todos no mesmo barco, todos almejando encontrar uma estrada para o sucesso, a realização. Todos com suas dúvidas e incertezas, dando os primeiros passos. Depois todos seguiram o caminho do samba, cada um no seu estilo, e eu segui o meu caminho. Todos se tornaram em grandes Bambas, Mestres do Samba, nomes consagrados, mas tudo começou ali, todos juntos, como o próprio Jair Rodrigues diz na canção, referindo-se a mim: “Fui eu que apresentei ele p´ro samba!!!”

Dizem que um ciclo só se fecha, quando volta ao ponto de partida.

 

Mais do que um simples CD, este é um tributo a toda esta história, a esta irmandade que teve início lá atrás, no meu “antes do começo”, com esses amigos de alma e companheiros de sonhos.

 

Revendo toda a minha vida, percebo que durante anos busquei as minhas raízes, fui atrás de mim mesmo, até descobrir em cada canto o que havia de Portugal em mim. Cantei, vivi, reconheci e me conheci no meu país.

 

Mas um dia também reconheci que as raízes nos lançam fora da terra, criam galhos, ramificam. Então eu abençoei os frutos gerados nessa terra “em que se plantando tudo dá”. Beijei o chão que me acolheu, a pátria que me chamou de filho, como aos seus próprios. Então eu vesti-me de samba,  e disse: Obrigado Brasil...”

 

 

 

Alinhamento:

 

01. Não Deixe o Samba Morrer - com Alcione

02. Um Dia de Domingo - com Luciana Mello

03. Como Vai Você

04. Você Abusou - com Jairzinho

05. Obrigado Brasil

06. Laranja Madura

07. Enrola na Areia

08. Um Velho me Disse - com Jorge Aragão

09. De Jorge Amado a Pessoa

10. Festa para um Rei Negro - com Arlindo Cruz

11. Mangueira, minha querida madrinha (Tengo-tengo)

12. Tristeza / Triste Madrugada / O Importante é ser Fevereiro - com Jair Rodrigues

13. Português Brasileiro

14. É por amor - com Alcione

15. O Samba Nasceu em Portugal

16. Casa da Tetê - com Luiz Carlos (Grupo Raça Negra)

17. Brasil

 

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email