Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

 

Letra

 

O filme que ninguém vê, no fundo ninguém o sente
no bolso rasgado trago uma humildade que não se vende.
Orelhas aquecidas pela inveja e falta de justiça
por baixo do gorro trago uma cabeça erguida.

Eu faço parte do filme que ninguém conhece
sei respeitar e dar valor a quem merece,
não julgo , não quero ser julgado, eu sei quem sofre
Pecado não é pecado só quando alguém descobre.

Dois num só, duas faces numa cara sustento
pobre por fora mas como sempre rico por dentro,
momentos que levo até um dia não me conhecer
săo tesouros que trago para um dia dar e perder.

Entre amor e ódio já dei berros sem ser ouvido
abafados num cachecol que silencia o grito
o frio não o sinto mas vejo no bafo que expiro
no espelho que não me deixa sozinho


Quando o dia nascer, aonde vais para esquecer?
Quando o dia nascer, aonde vais para esquecer?


Os cabelos mudam de cor tal como o inverno
o sol brilha mas tem dias que não o sinto eterno
não me bate calor na cara, não me bate o amor com farsa
já não fraquejo na dor, sei tudo passa.

Sinto longe mas tão perto de que estava certo
importante não desanimar, manter fiel e correcto
a mim e não a quem me pede para o ser
se não viver o que vivo, é sem sentido, prefiro morrer.

Não lamento ou vitimizo, o caminho que tenho escolhido
ser compositor principal do filme escondido
por quem não conhece, reconhece ou eskece
como lua cheia aparece, sem a luz desaparece.

Conto este conto como os passos que dei ao longo do tempo
pondo um ponto no espaço aberto no tempo.
Rabisco que deixo perdido na minha história
resume a gloria dum homem que rouba cinco letras à vitória.

Quando o dia nascer, aonde vais para esquecer?
Quando o dia nascer, aonde vais para esquecer?

 

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email