Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

 


Letra:

Eu lembro do início, de quando eu te conheci
e lembro de tudo aquilo que eu te prometi
Que era só coisa de uma noite, que não me agarrava a ti
Mas nunca imaginei ser tão forte o que eu senti

Já vão alguns anos e outros tantos manos
com quem partilhamos tantas noites que vivemos
Eu ainda tenho a noção de perder a razão
e agora eu não te posso deixar entrar não

Ela quer entrar mas já não entra mais, na minha casa
Ela quer dormir mas já não dorme mais, na minha cama
Ela quer entrar mas já não entra mais, na minha casa
Ela quer dormir mas já não dorme mais, na minha cama

Ainda te lembras como começou?
Era tudo tão bom, tudo tão bonito
Promessas de uma vida a meias
com o par perfeito num amor infinito

Mas quando a cabeça não tem juízo o corpo é que paga
Dava por mim a pensar em ti até altas horas da madrugada
Tentava ter calma, mas tua chama chamava
e em 5 minutos estava à porta de tua casa

Ainda recordo quando disseste "sou tua"
Abraçaste-me, agarraste-me e levaste-me à lua
A seguir abandonaste-me na rua
Eu estava cego e mesmo assim, ou por isso mesmo fui à tua procura

Eu vi que tu eras diferente
Abafavas a concorrência e nem eras concorrente
Ao mesmo tempo sabia qual seria o resultado
És mulher de sábado à noite, eu homem de domingo à tarde

Ela quer entrar mas já não entra mais, na minha casa
Ela quer dormir mas já não dorme mais, na minha cama
Ela quer entrar mas já não entra mais, na minha casa
Ela quer dormir mas já não dorme mais, na minha cama


Pede-me o que quiseres, eu estou aqui pa dar
Tudo aquilo que quiseres, menos para te partilhar
Eu nunca quis ser teu dono, queria ter-te a meu lado
Tu? querias mandar em mim, eu senti-me mudado

Houve quem te olhasse não te visse
Quem te ouvisse e não te escutasse
Só tinha olhos para ti e tu escustaste por mais que te falasse, agora é tarde
Não há bem que sempre dure, nem mal que nunca acabe e eu não sei

Se devo ou não
Não sei se mantenho esta posição de insatisfação
Querer sempre um pouco mais de ti
Pode até dar cabo de mim
Mas eu não sei se aguento, sim eu não sei
Mas eu não sei se aguento, sim eu não sei


Ela quer entrar mas já não entra mais, na minha casa
Ela quer dormir mas já não dorme mais, na minha cama
Ela quer entrar mas já não entra mais, na minha casa
Ela quer dormir mas já não dorme mais, na minha cama

Ela quer entrar, ela quer curtir
Ela quer falar, ela quer sentir
Mas eu não sei se vou com ela
Ela quer entrar, ela quer deitar
Ela quer falar, ela quer sentir
Mas eu estou melhor sem ela

Ela quer falar, ela quer entrar
Ela quer sentir, ela quer dormir

 

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email