Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

 

Letra

 

[VERSE 1 - VIRGUL]

É à noite quando eu sinto esta verdade
E as palavras correm para a liberdade
A boca é a porta e a mente é quem me traz a chave
E uma nota para trazer um tom suave
Quando o sol desaparece no horizonte
E arrefece o cimento até pude assumir
Bebo um copo de uva quente para dar o mote
E de repente já estou noutra
Tenho uma alma a despir


[REFRÃO] x4

Completamente nú
Já Estou


[VERSE 2 - NBC]

O meu corpo para ti não é segredo
Mas aquilo que eu tenho já te dei
Cada Louco tem guardado o seu medo
Mas contigo as algemas libertei
Quando a luz que nos dá sombra se acende
Na penumbra se acende e na outra chamas tu por mim
E vamos onde ninguém nos compreende
Nesta luta que ofende quem não tem tempo para ti


[REFRÃO] x4


[HOOK 1 - NBC]

E a camisa de forças que me aperta durante o dia
Eu abro-lhe os botões
A pele quer sintonia


[REFRÃO] x8


[HOOK 2 - NBC]

Completamente nú (x7)

 

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email