Quinta-feira, 8 de Setembro de 2016

mucho flow.png

 

Mucho Flow com cartaz fechado

Bo Ningen, Captain Boy, DJ Lynce, Joana Guerra, Lourenço Crespo, Radioscope#2 de Jorge Quintela e Sallim juntam-se aos já anunciados Blank Mass, Bruxas/Cobras, Memória de Peixe, Naked, Nite Jewel e Toulouse

 

Depois de três edições, o Mucho Flow regressa em força para mais um sprint musical, dia 8 de Outubro, no CAAA – Centro para os Assuntos da Arte e Arquitectura de Guimarães. Mais de 12 horas de música, onde se juntam, agora, à electrónica saturadíssima de Blanck Mass, à pop elaborada de Nite Jewelou à versão em loop dos Memória de Peixe, o rock em noise dos Bo Ningen, os cancioneiros pop de Captain Boy, Lourenço CrespoeSallim, passando pela sonorização visual de Radioscope#2e a pós-festa de sempre de DJ Lynce, num total de 13 nomes que vão definir a nova pop.

 

Depois de apresentar nomes como Girl Band, Bitchin Bajas, Amen Dunes ou Filho da Mãe & Ricardo Martins, o Mucho Flow regressa última remessa de confirmações que define o evento como uma paragem obrigatória.

 

As actuações têm início às 15h, na rua junto ao CAAA (Rua Padre Augusto Borges de Sá) e continuam a partir das 18h até noite dentro nos dois palcos interiores. O Mucho Flow volta, assim, a proporcionar, em primeira mão, oportunidades para ouvir os próximos lançamentos de Joana Guerra, Toulouse (ambos a sair pela Revolve), Naked, Nite Jewel, Memória de Peixe ou Bruxas/Cobras, novo projecto de Ricardo Martins e Pedro Lourenço.

 

Os bilhetes, já à venda em ticketea.com, custam 10€. Os concertos no palco exterior são de acesso gratuito.

 

Cartaz completo:

Bo Ningen
Taigen Kawabe, Yuki Tsujii, Kohhei Matsuda e Monchan Monna são os quatro elementos desta banda japonesa formada em Londres que traz a Guimarães o seu poderoso noise rock no ano em que lançaram “Kizetsu No Uta/I Live in Paris”.

 

Sallim
Com uma voz límpida e vigorosa, Sallim (Francisca Salema) partilha a sua procura constante de um lugar certo no mundo, entre letras tenras de vivências e angústias suasm em músicas que evocam viagens de comboio à beira-Tejo. “Isula” - o seu primeiro longa-duração, editado pela Cafetra - é uma obra una e circular de canções cuidadas das quais se fica cúmplice num ápice. A voz é acompanhada pela guitarra e por sons de objectos quotidianos, aos quais se juntam os arranjos de guitarra do músico e amigo Yan-Gant Y-Tan.

 

Captain Boy
Captain Boy é o alter-ego de Pedro Ribeiro. É um puto com pés grandes, vagabundo com voz rouca e guitarra que canta histórias que transcendem o tempo. A sonoridade ferrugenta acompanha-o em todas as actuações, remenentodo-nos para um ambiente intimista, como se estivéssemos a bordo de um barco imaginário. Lançado em Abril deste ano, “Tango” é o primeiro single do seu primeiro álbum que será lançado em breve, sucessor do primeiro EP, editado em 2015, e que atingiu o primeiro lugar do top da plataforma Tradiio.

 

Lourenço Crespo
Fazendo parte de projectos como Kimo Ameba, 100 Leio, Éme, Iguanas, desta vez Lourenço Crespo apresenta-se a solo, com muitas qualidades na bagagem. Aprendeu com B Fachada, com quem já tantas vezes trabalhou, aprendeu com as colegas Pega Monstro ou com Éme - a quem ofereceu as linhas de teclado que arquitectam a maior parte do “Último Siso” - e, em “Nove Canções”, tudo parece fácil para ele. Uma actuação que será só dele, mas partilhada com todos nós.

 

Joana Guerra
Voz e violoncelo. Voz doce em cima do som do violoncelo, desenhando sons leves, frescos, doces e bons, que tanto parecem versões frágeis e acústicas de melodias pop, como arrojadas estruturas de câmara contemporâneas. Com músicas compostas e interpretadas por Joana Guerra, na voz e no violoncelo, o seu álbum de estreia - “Gralha”, editado em 2013 - contou ainda com a participação de Ricardo Ribeiro, nos arranjos para clarinete baixo e de Monsieur Alix Sarrouy e Nuno Moura, autores das letras de dois temas.

 

Radioscope#2 de Jorge Quintela
Depois de Radioscope#1, Jorge Quintela traz-nos a sequela do projecto de modulação de vídeo analógico através de frequências audio. Formado em fotografia e audiovisual, Jorge Quintela trabalha em cinema como realizador e director de fotografia, tendo sido premiado em alguns festivais nacionai e internacionais e apresenta, no Mucho Flow, o seu universo paralelo com uma instalação vídeo e uma performance de música experimental.

 

DJ Lynce
Com uma flexibilidade felina em cada set, DJ Lynce (Pedro Santos), membro do colectivo Faca Monstro, tem a missão de encerrar o Mucho Flow 2016, à semelhança do que aconteceu em todas as edições anteriores. Saltitando sabiamente entre o techno, o house, o noise e ritmos quentes, haverá festa até desligarem a electridade, literalmente.

 

Nite Jewel
Projecto a solo de Ramona Gonzalez – volta a Portugal, no âmbito do novo trabalho “Liquid Cool”, lançado em Junho pela Gloroette Records. Depois do muito bem recebido “One Second of Love”, lançado em 2012, o novo disco é composto por nove temas produzidos inteiramente por Nite Jewel, que exploram a solidão num mundo super lotado e desconectado e vêm de Los Angeles até Guimarães para entrarem de uma forma incisiva nos ouvidos e nas mentes de cada um de nós.
Memória de Peixe
Estão de volta com “Himiko Cloud” (com selo Cultural Trend Lisbon),depois de excelentes críticas nacionais e internacionais ao primeiro disco. O novo álbum, a ser lançado em Outubro, é uma viagem cósmica inspirada num espaço remoto e misterioso do cosmos, levada a cabo por Miguel Nicolau (guitarra) e Marco Franco (bateria) e será apresentado em ante-estreia no Mucho Flow.
Bruxas/Cobras
O mais recente projecto do músico e designer Ricardo Martins (Adorno, Cangarra, Filho da Mãe, Jibóia) e do músico e ilustrador Pedro Lourenço (Sei Miguel). O tema “Mandrake” desta dupla de bateria e baixo integrou a edição deste ano da compilação “Novos Talentos FNAC” e está a ser preparado um álbum para ser editado ainda este ano.
Blanck Mass
Projecto a solo de Benjamin John Power dos Fuck Buttons que conta com dois discos editados pela Sacred Bones, mais notoriamente o “Dumb Flesh”, um dos álbuns mais aclamados de 2015.
NAKED
Trio escocês de pop experimental, com o muito antecipado primeiro longa duração a ser lançado em Setembro foi produzido por Paul Corley (que também trabalhou com Oneohtrix Point Never, Ahnoni e Ben Frost). Estreia absoluta em Portugal.
Toulouse
Os putos vimaranenses regressam ao festival onde deram o seu primeiro concerto e serão certamente catapultados para o resto do país, com o primeiro álbum a sair Setembro com o selo
Revolve.


Sobre o Mucho Flow


criado pela Revolve, em 2013, de forma independente, contando agora com o apoio da Câmara Municipal de Guimarães, pretende celebrar a autenticidade e experimentalismo de culturas e movimentos emergentes no mundo da música, associando-se a bandas e editoras mais estabelecidas ou mais marginais nacionais e internacionais. Amen Dunes, Girl Band, Circuit des Yeux, CAVE, Bitchin' Bajas, Filho da Mãe & Ricardo Martins, são alguns nomes que já passaram pelo festival ao longo das suas edições.

 

 

Links:

www.muchoflowfest.com
www.facebook.com/muchoflowfest

www.facebook.com/events/868981713236603



publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email
mais sobre mim
posts recentes

O Blog Mudou de casa

Fado Insulano - José Mede...

Cantiga da terra - Zeca M...

"Aprendiz de Feiticeiro -...

Milhafre das Ilhas - Luis...

Sara Tavares - Ter Peito ...

Banho Maria - Não Há Amor...

Sara Tavares - Fitxadu ft...

JUNGLE EVA - TT SYNDICATE

João Granola estreia vide...

arquivos

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

links
comentários recentes
Pena estes rapazes não terem mais popularidade. A ...
Nome do autor da letra?Não se escreve?Falta de res...
A LETRA É ASSIM!!!E NÃO ASSADO!!!!MaMãe, tu estás ...
As partes que não consegui perceber estão com reti...
https://www.google.pt/amp/s/www.musixmatch.com/pt/...
Vou adicionar nos meus favoritos, sou brasileira, ...
" Para que o tremoço o almoço e o alvoroço demorem...
Letra e música do SiulProdução do Siul Sotnas e Mi...
que puta de letra fdx
Epá, o que é isto?Borrei-me todo com este "Mal des...
Posts mais comentados
blogs SAPO
subscrever feeds