Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

 

 

Letra

 

 

Mundo alterado oculta a vontade
De viver por aí de modo perdido
Na madrugada de perder
Mundo preso, traído, vadio, por entre solidão

Amanhece forte caos
Som frio, oco e lento
Onde uma princesa desliza os dedos
Vendo ao longe o pouco céu, que me resta…

Vontade de vitória,
Sem qualquer troféu, de deusa a réu
Faz de ti bola de trapos, no mesmo céu

No cheiro a saudade,
Rosto cansado, de semblante pesado
Pé ante pé caminhamos na mesma direcção

Sórdida herança esconde,
Antevendo o padrasto, pedaço de tudo
A que outros chamam mundo
Simples e complexa condição
Vendo ao longe o pouco céu, que me resta…

Vontade de vitória,
Sem qualquer troféu, de deusa a réu
Faz de ti bola de trapos, no mesmo céu

 

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email