Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

 

 

Letra

 

 

Quando os dias eram grandes
E era o tempo da cereja
Atalhávamos caminho
Pelas traseiras da igreja

 

Desafios de rapaz
Eram para levar a sério
Não valia olhar para trás
Ao passar no cemitério

 

Dava para ler na pedra
Os nomes dos falecidos
E os panegíricos finais
Em epitáfios esbatidos

 

“Aqui jaz josé dos santos”
(Não se lia bem a data)
Zés dos santos foram tantos
Para quê toda esta bravata

 

Mais um santo zé ninguém
Jaz contra sua vontade
Há-de ter deixado alguém
Que deixou de ter saudade

 

“Aqui jaz josé dos santos”
(E outras exéquias bonitas)
Zés assim hão-de ser tantos
Que este nunca tem visitas.

 

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.