Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

09 Nov, 2017

MEDVSA - Janela

 

Letra

 

Perdi-me no espaço tempo
Alheia ao teu movimento tento
Não encontrei vontade esquecia
Para o meu pensamento um dia

Estado de apatia
Colada no conforto
Não saia do lugar
Confio sem esforço

Perco os meus sentidos
Ainda que despertos
Afogo a minha alma
Com o peso do tecto

Olhos de pedra
Esferas baças frias
Sem luz e sem vida

Olhos de pedra
Pedaços, restos, cinzas
Janelas destorcidas

Podia ler poesia podia
Embalada num som novo sorria
Mas está tudo planeado respeita
Não há vagas para gostos aceita

Estado de apatia
Colada no conforto
Não saia do lugar
Confio sem esforço

Perco os meus sentidos
Ainda que despertos
Afogo a minha alma
Com o peso do tecto

Olhos de pedra
Esferas baças frias
Sem luz e sem vida

Olhos de pedra
Pedaços, restos, cinzas
Janelas destorcidas

Há hora marcada eu olho para ela
E transformo-me em tela

Olhos de pedra
Esferas baças frias
Sem luz e sem vida

Olhos de pedra
Pedaços, restos, cinzas
Janelas destorcidas

 

Não encontrei os créditos desta música

 

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email