Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

11 Abr, 2017

MEDVSA - Inércia

 

Letra

 

Estou deitada no chão
Completamente arruinada
A minha mente viaja
Eu sinto o meu peito em braza

Ela vagueia em zigue zague
A um ritmo avassalador
Conseguiria acompanhá-la
Não fosse esta enorme dor

Não percebo o que dizes
Não entendo o que falas
Adoro quando te calas

Esta dor que atormenta
E todos os dias se alimenta
Dos meus medos
e indecisões

Este hábito destrutivo
meu pior inimigo
que é pensar demasiado
no que poderia ter sido

Não percebo o que dizes
Não entendo o que falas
Adoro quando te calas

Se agir fosse fácil
Não me estava a corroer
E a sofrer por algo
Que devia dar prazer

Não percebo o que dizes
Não entendo o que falas
Adoro quando te calas

 

Autores:
Ricardo Gonçalves, Constança Quinteiro, Bruno Melro, Miguel Ferrador

 

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email