Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

 

Letra

 

A minha rua sente-se tua sempre que passas para me ver.
E até a lua te espera nua nestas vidraças para te ter.
E a sorrir eu sinto-te a chegar.
Abro a porta, quero-te abraçar
Amo a noite porque ela te traz p’ra mim!

E danço contigo um tango perdido que o sol jamais verá.
Amor proibido, o céu prometido que nunca se abrirá.
És minha vida e o tudo que eu não terei
Ser toda em ti eu nunca (o) serei
E fica a lua dona da rua quando, minguante, te vê sair
E eu, que sou tua, sinto-me nua no frio instante do teu partir
Nasce o dia e volta a contrição;
cada aurora chama-me à razão, mas eu sei que p’ra te ter…
só mesmo assim!

 

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email