Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

 

 

Letra

 

Querias-me perto mas estás longe
Baby liga só mais hoje
Querias-me perto mas estás longe
Baby liga só mais hoje
Linda a pele que apela à mente
Brilho nos olhos revela a mente
Acende a wella com a vela que faz com que ela aumente
O volume do som quando a temperatura é quente
Dois copos de vinho bom a criar um bom ambiente
Que ela tem a atitude certa
Agora é levá-la à altitude certa
Na altitude certa
À noite mentes puras são perversas

E agora eu sei
Que te fazes difícil mas queres tanto como eu
E agora eu sei
Que nada é impossível e eu canto só para dizer adeus
Sim eu chorei
Desculpa o que aconteceu
Desculpa o que aconteceu
Desculpa o que aconteceu

Não sei queres que baze ou se queres que fique
Se o móvel está desligado liga para fixo
Não me venhas dizer que eu complico
(Estou) Estou a tentar ter uma conversa contigo
Mas parece que já não dá para falar a bem
Rapidamente vamos de zero a cem
Éramos tudo, agora somos ninguém
Beijo na testa e fica bem

E quando eu estiver a ir embora pede-me para ficar
Diz foi da boca fora pede-me para ficar
Sei que está na hora, pede-me para ficar
Se é o sonho que nos acorda giramos pela cidade

E quando eu estiver a ir embora pede-me para ficar
Diz foi da boca fora pede-me para ficar
Sei que está na hora, pede-me para ficar
Se é o sonho que nos acorda giramos pela cidade

E agora eu sei
Que te fazes difícil mas queres tanto como eu
E agora eu sei
Que nada é impossível e eu canto só para dizer adeus
Sim eu chorei
Desculpa o que aconteceu
Desculpa o que aconteceu
Desculpa o que aconteceu

Não temos de ir a Roma para dar em romance
Vamos pedir a Lisboa uma segunda chance
Ambos sabemos que nada volta a ser como era dantes
E não há volta a dar quando já amamos tanto
Agarra-me e diz me não quero que vás
Se não sei o que dizer amor tanto faz
Para tudo aquilo que um problema traz
Quando já nem um telefonema dás
Querias-me perto mas estás longe
Baby liga só mais hoje
Querias-me perto mas estás longe
Baby liga só mais hoje

Dá-me só mais uma noite
Dá-me só mais uma noite
Dá-me só mais uma noite
Dá-me só mais uma noite

Dá-me só mais uma noite
Dá-me só mais uma noite
Dá-me só mais uma noite
Dá-me só mais uma noite

E quando eu estiver a ir embora pede me para ficar
Diz foi da boca fora pede me para ficar
Sei que está na hora, pede me para ficar
Se é o sonho que nos acorda giramos pela cidade

E quando eu estiver a ir embora pede me para ficar
Diz foi da boca fora pede me para ficar
Sei que está na hora, pede me para ficar
Se é o sonho que nos acorda giramos pela cidade

E agora eu sei
Que te fazes difícil mas queres tanto como eu
E agora eu sei
Que nada é impossível e eu canto só para dizer adeus
Sim eu chorei
Desculpa o que aconteceu
Desculpa o que aconteceu

Dá-me só mais uma noite
Dá-me só mais uma noite
Dá-me só mais uma noite
Dá-me só mais uma noite

Dá-me só mais uma noite
Dá-me só mais uma noite
Dá-me só mais uma noite
Dá-me só mais uma noite

 

Letra e interpretação - Kappa Jotta

 

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.