Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

 

 

Letra

 

Quando eu era criança muita gente me achava menino prodígio

quando for mais crescido há-de ser importante há-de ter prestigio

há-de ser um senhor director

presidente seja lá do que for

 

mas eu sempre rebelde

no meu jeito de ser musical

e em vez de estudar comecei a tocar numa banda rock

e o meu grupo de fans segue sempre na cola onde quer que eu toque

 

e na estrada encontrei o meu som

que o meu cérebro coloca-me um dó(???)

foi deus que me deu este jeito de ser musical

 

e os amigo que me vão ouvir

sabem bem que se vão divertir

levantam, os braços no ar

a ouvir as guitarras tocar

 

este jeito de ser musical

faz-me bem e nunca vos fez mal

 

o menino prodígio morreu

mas o seu epitáfio sou eu

 

o menino prodígio morreu

foi levado nos braços de Orfeu

 

o menino prodígio morreu

mas o seu epitáfio sou eu

 

Quando eu era criança muita gente me achava menino prodígio

quando for mais crescido há-de ser importante há-de ter prestigio

há-de ser um senhor director

presidente seja lá do que for

 

mas eu sempre rebelde no meu jeito de ser musical

 

e os amigo que me vão ouvir

sabem bem que se vão divertir

levantam, os braços no ar

ao ouvir as guitarras tocar

este jeito de ser musical

faz-me bem e nunca me fez mal

o menino prodígio morreu

mas o seu epitáfio sou eu

o menino prodígio morreu

foi levado nos braços de Orfeu

o menino prodígio morreu

o seu epitáfio sou eu

 

 

e os amigo que me vão ouvir

sabem bem que se vão divertir

levantam, os braços no ar

ao ouvir as guitarras tocar

este jeito de ser musical

faz-me bem e nunca vos fez mal

o menino prodígio morreu

o seu epitáfio sou eu

o menino prodígio morreu

foi levado nos braços de Orfeu

o menino prodígio morreu

o seu epitáfio sou eu

 

o menino prodígio morreu

foi levado nos braços de Orfeu

o menino prodígio morreu

o seu epitáfio sou eu

e cá vou eu

fui eu

 

fui levado nos braços de Orfeu

morreu

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email