Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

 

Letra

 

chega a casa tão cansada quando à noite…
ser mãe é duro e dura pouco.
os euros são tão nada
e ela conta-os com a mão dentro do bolso.
só se despe após as oito,
aquilo que é do jantar é do almoço.
se a vida fosse um pouco mais doce… fugia do fosso
até que sente os pontapés dentro do corpo

é quando chega tão cansada e vê:
aquilo que toca não é aquilo que quer.
o que há para lá desta parede
não é para se sonhar sequer
x2

e ela sabe que ele não é homem a sério:
escuta-o bêbedo pelo prédio.
se o ordenado já nem para eles serve…
como servirá para gémeos?
e se um ficar doente?
põe a mão sobre o ventre, jura estar ali para sempre
para eles. por isso diz adeus à casa,
com dois filhos no corpo e uma mão na mala.

pois lá fora há um mundo novo.
pois lá fora há um mundo nosso.
e nós vamos descobri-lo todo.
e ninguém dirá que eu não posso!
x2

 

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.