Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

 

Letra


Porque é que tudo me acontece contigo?
Porque é que fico alucinado?
Porque é que fico puto à beira do rio,
Se sou maior e vacinado?

Briguei de cobra, cantei de cuco,
Fiz um discurso aos sapais.
Disse o teu nome feito maluco,
Na fala dos animais

Porque é que tudo, tudo,
Mas tudo me acontece?
Quando só me apetece...
Seguir o mapa dos teus sinais.



Porque é que tudo, tudo,
Mas tudo me acontece?
Quando só me apetece...
Ser um presépio contigo ao lado.

Cheirei de rosa, fiz de palmeira,
Rastejei de erva no chão.
Nas tuas pernas fui trepadeira
Até ao teu coração.

Porque é que tudo, tudo,
Mas tudo me acontece?
Quando só me apetece... me apetece...
Ser um presépio contigo ao lado.

 

Musica - João Gil
Letra - João Monge
Voz - João Campos

 

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email