Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

 

Letra

 

Sempre foste o vício
Mas nunca foi meu o que eu pensei
Todos me diziam mas eu nunca acreditei
Eu não fui nada, pra ti não fui nada
E o tempo passava, eu implorava por queria tudo, 
Ser só fruto da minha cabeça 
Talvez eu te esqueça, num tempo futuro

Eu já não sei a quanto tempo isto remonta, avisa
Quando te fartares de brincar ao faz de conta
És o diabo disfarçado de fada
Finge, dar-me tudo para no final ficar com quase nada
Eu não desejo a ninguém essa maldição
Entreguei-te de bandeja a chave do meu coração
Mas hoje eu não consigo, encontrar o sentido
E tudo o que eu quero é poder enforcar o cupido

"Come on"

Tu és vício meu, feel me

Tu és só vício meu, vício esse que eu menosprezava
Tão depressa me levas ao céu, como me deixas sem nada

sem nada, sem nada, sem nada feel me

Eu não sei se a culpa é minha
Pra ires embora e me teres deixado
Eu sei que não fiz sem ti, girl
Porque tu és o meu vício, meu pecado
Tu não vês que é errado
Estou a espera que tu voltes pra mim
Quando para ti eu fui só um rebuçado
ou tu não vês o que este vício representa
Contigo não há meio termo, é sempre oito ou oitenta
Dizes que não sentes nada, nem mesmo uma resta
Mas eu não te esquecia, mesmo a sofrer de amnésia

Tu és vício meu, come on

Tu és só vício meu, vício esse que eu menosprezava
Tão depressa me levas ao céu, como me deixas sem nada

Tu és só vício meu, vício esse que eu menosprezava
Tão depressa me levas ao céu, como me deixas sem nada

"como me deixas sem nada"

Fomos unha em carne ao menos assim eu pensei
Mas ficou só a carne porque a unha fui eu que gravei
Jogamos ao faz de conta comandado por ti
Eu contínuo a jogar e tu paras-te por ai
Alguem que me ajude eu já não vivo sem ti
Vou para de me lamentar e agora fico me por aqui

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email