Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

 

Letra

 

A DEMORA (radio edit)
Música e Letra: JOANA BARRA VAZ

A demora sobeja dos dias
Como quem tenta navegar sem vento
E o desejo?
Alimentado a pão e água
Vai beijando a fome

Quando a tempestade surge
É sempre sem avisar
Vai e vem
"vai e vem"
Incessante
"Incessante"
E parece maior do que a curva do meu olhar
Toma conta de mim
E perdura
" E perdura"

Que é do sol que se vive querendo? "Vivo querendo"
O que é este querer que só se quer lento? "Só se quer lento"
E a lentidão que te vive sorvendo? "Te vive sorvendo"
Mas quem sacia esta sede que te vai bebendo?
Que é do sal que se vive lambendo." Vivo lambendo"
E em suspenso vai-se vivendo
"Vai-se vivendo"

E a leveza?
É a minha teimosia
Como quem finge que nem sequer sente
Se ninguém sabe bem o que fazer
Com a expectativa a flutuar
Nos nossos brandos dias

Mas quando a bonança surge
É sempre sem avisar
Vai e vem
"Vai e vem"
Sem cessar, sem cessar
E parece que dá p`ra viver de tanto nos espraiar
Toma conta do aqui
E perdura
"E perdura"

Que é do sol que se vive querendo. "Vivo querendo"
O que é este querer que só se quer lento? "Só se quer lento"
E a lentidão que te vive sorvendo? "Te vive sorvendo"
Mas quem sacia esta sede que te vai bebendo?
Que é do sal que se vive lambendo? "Vivo lambendo"
Num querer que te deixa sedento "Deixa sedento"
Nesse sol em que te vives estendendo "Te vives estendendo"
E em suspenso vai-se vivendo,
"Vai-se vivendo"

E perdura
E perdura
E perdura

 

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email