Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

 

Letra

 

Dizer-te namorada, será pouco
Chamar-te companheira, não me basta
Quisera dar-te um nome bem mais louco
Porque a palavra amante já está gasta

Teu nome é um sorriso na manhã
Uma rima de sol na minha mão
Que sabe a primavera e a romã
Com travo de hortelã e de limão

Quisera amor-perfeito, minha amiga
Chamar-te verde nome, alecrim
Mas tu, além de flor, és a cantiga
No chão deste poema que há em mim

Assim eu gasto os dias à procura
Dum nome que não seja feito à toa
E com palavras gratas, de ternura
Chamo-te simplesmente só Lisboa

 

 

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email