Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

 

Letra

 

A vida são duas tardes duas noites, (será?)
Será que vais aproveitar? (É que por mim)
É que por mim não passa de hoje, (E eu não)
Eu não vou deixar pra depois
Pois se a vida são dois dias, (São dois dias)
Então que seja um fim de semana
Pois a vida são dois dias, (São dois dias)
Um fim de semana bem longo, pra nunca mais acabar


Só durmo quando chegar à cova
pois sei que ainda não é desta
Se a vida aqui são dois dias, então vamos fazer direta

Nem sei quanto tempo me resta
também não sei se me interessa
E se acordar de ressaca, vou fazer tudo outra vez
E se eu não tiver paka, a guita de um vai dar p'ra nós três

Bolas de fumo no ar, um brinde a quem nos quer bem
Hoje vou sair com 50 e vou voltar pra casa com 100
Se tás na flor da idade, então agarra a oportunidade
E vive até não poder mais, porque ainda não se faz tarde
Esta eu faço por mim, pelos meus, a minha família
Tás comigo por um dia, tás comigo para a vida

Duas tardes duas noites, (será?)
Será que vais aproveitar? (É que por mim)
É que por mim não passa de hoje, (E eu não)
Eu não vou deixar pra depois
Pois se a vida são dois dias, (São dois dias)
Então que seja um fim de semana
Pois a vida são dois dias, (São dois dias)
Um fim de semana bem longo, pra nunca mais acabar

Só quero poder fazer tudo aquilo que a vida não deixa
E quero viver pra colecionar mais memórias
do que uma gueixa

Eu sei, sei que nada aqui dura, hoje vou borrar a pintura
Então haja saúde, o resto aqui são males menores
Dizem que Deus é grande, a minha vontade é maior
A vida aqui são dois dias, porque o tempo não para
Encaro a dificuldade, sempre com um sorriso na cara

És a minha missão, e dobro os meus joelhos no chão
E peço pelos meus em oração a força de um bênção
Esta eu faço por mim, pelos meus, a minha família
Tás comigo por um dia, tás comigo para a vida

Duas tardes duas noites, (será?)
Será que vais aproveitar? (É que por mim)
É que por mim não passa de hoje, (E eu não)
Eu não vou deixar pra depois
Pois se a vida são dois dias, (São dois dias)

Então que seja um fim de semana
Pois a vida são dois dias, (São dois dias)
Um fim de semana bem longo, pra nunca mais acabar

E quando acordar, quando acordar... (Eu vou)
Eu vou viver tudo outra vez
Pois amanhã quem sabe, posso já não acordar
E só se vive uma vez, só se vive uma vez
só se vive uma vez
(A vida aqui são dois dias, e só se vive uma vez)

E a vida são duas tardes duas noites, (será?)
Será que vais aproveitar? (É que por mim)
É que por mim não passa de hoje, (E eu não)
Eu não vou deixar pra depois
Pois se a vida são dois dias, (São dois dias)
Então que seja um fim de semana
Pois a vida são dois dias, (São dois dias)
Um fim de semana bem longo, pra nunca mais acabar

 

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.