Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

12 Fev, 2015

JêPê - Sempre tu

 

Letra

 

Não me culpes de te dar menos do que o suposto
Quando o suposto era tu também não me pedires o dobro
exiges satisfações, para te sentires satisfeita
e perfeita com as imperfeições de quem te abraça e beija

dei-te a entrega do meu corpo
usufruíste do ombro, para chorares o que tinhas sofrido com outro
desde o primeiro encontro, algo me dizia
que já tinhas tido, vários primeiros encontros na vida

aí vi, que eras do tipo com mais olhos que barriga
o que me fez ter olhos só para olhar pela minha
virei autónomo e seguro
pouco guloso ao ponto de não voltar a engolir o orgulho

contudo, tu vinhas com tudo
mas parece que de tanto brincares comigo, fizeste de mim um miúdo
e se tenho a atitude de te querer fazer pagar por isto
é para quando me vires, nunca te sentires em divida comigo

Refrão
no instrumental ...

Lábios sem filtro não dão bom resultado
e tu fumaste-me cada beijo, como um ultimo cigarro
talvez devesse tê-los fumado contigo
para perceber o cancro gerado, por teres partido

discutimos tanto
sem chance, tentamos tanto
sem sangue, lutamos tanto
que no final acabamos a odiar-nos tanto

e amor escrito a sangue hoje em dia
não passa de histórias de ódio, com boa caligrafia
e eu ate escrevia a nossa em poesia
se não soubesse que tudo rimaria com mentira

quantas vezes fui atrás de ti?
quantas vezes fui atrás de ti?!
e me perdi de tudo o resto por nem me conseguir lembrar direito de mim

desfigurado, sem identidade
agarrado a uma cara sem metade
bazaste na desportiva, ainda querias ficar amiga
só que sem bagagens do nosso passado

nã... olha bem para mim ...
como é que eu te ia encarar de frente?
sempre que quisesses vir desabafar comigo, sobre algum gajo diferente?

hoje não me interessam justificações
nem para o que disseste antes ou fizeste depois
tudo tem a sua razão, só não me interessa a qual de já não estarmos os dois

Refrão
no instrumental ...

Perguntaram-me porque é que eu gostava de ti...
eu respondi: Porque sim...
Porque sim, só porque sim ... Porque sim!

Quanto mais me afasto, mais a ti pertenço...
mais a ti pertenço...
Quanto mais me afasto, mais a ti pertenço...
foste sempre tu!

Refrão
no instrumental ...

 

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.