Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

comboio fantasma.jpg

 

 

Hard Club acolhe festa de lançamento dos Comboio Fantasma

 

“Alice”, o single de estreia do Comboio Fantasma, será um dos temas que vão ser apresentados ao vivo no próximo dia 4 de setembro, pelas 24h00, na festa de lançamento da banda portuense, que se realiza no Hard Club (Porto). Até porque nesse dia é editado – por enquanto, em formato digital – o primeiro álbum deste projeto, Rebobina Se Caíres”, com o selo da Music In My Soul.

 

Comboio Fantasma é um projeto oriundo da cidade do Porto, influenciado pelas melhores bandas de Rock e Funk nacionais e internacionais. Passando pelo rock psicadélico, o funk e as fusões dos anos 70 até ao grunge e o rock alternativo dos anos 90, o projeto liderado por Joana Rodrigues (voz) carrega uma extensa "bagagem" de fusões que tornam a sua música genuína. No final de 2008, Joana e Luís Ribeiro (baixo) começaram a trabalhar alguns temas em português com o objetivo de criar algo novo e original que retratasse o poder do rock, o groove do funk e a qualidade das palavras da Língua Portuguesa. No verão de 2010, Pedro Pires (bateria) e Artur Silva (guitarra e voz) passaram a integrar o projeto, fazendo com que passasse a existir uma química entre o quarteto, que tornaria o trabalho de melhor qualidade e, definitivamente, muito mais rápido.

 

Nesse mesmo ano, a convite de uma banda amiga (Slow Motion Beer Walk), os Comboio Fantasma fizeram a sua primeira apresentação ao vivo no emblemático Hard Club. Uma noite memorável, que assinalou o ponto de partida – a primeira estação.


Entre 2011 e 2013, intercalaram períodos de composição intensiva enquanto realizavam vários concertos com boa aceitação por parte do público, em casas diversas como Plano B, Contagiarte, Café Concerto do Centro Cultural Vila Flor, Black Box Caldas da Rainha, Theatrix Coimbra e Café Concerto Vila Real e festivais como Barco Rock Fest Guimarães, GSM Barcelos, Lenteiro do Rio São Pedro do Sul e Crockas Rock Castelo de Paiva. Nesse período, também participaram em concursos de bandas de garagem, vencendo alguns.

 

Em 2013 iniciaram a produção do primeiro álbum, uma aventura demorada, principalmente por se tratar de uma produção autónoma. As faixas foram captadas nos Estúdios Sá da Bandeira e a produção esteve a cargo de Pedro Pires, que acumula à função de baterista a de produtor.

 

2015 é o ano em que, através da Music In My Soul, o Comboio Fantasma vai lançar o seu primeiro álbum.

 

COMBOIO FANTASMA

Facebook

https://www.facebook.com/comboiofantasma?fref=ts

 

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email