Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

 

Letra

 

Enlaçar-te nesta melodia
Abraçar um balde de água fria
E morrer sem companhia

Enganar-me na casa de banho
Perguntar as horas a um estranho
E o medo de ficar para tia

Habitualmente dança-se só
Como viver, como morrer
Viver como mais gente

Ao som da chuva moderada
Dançar com a minha namorada
Enquanto eu vou fugir para a estrada
Ficar a ouvir a trovoada
Mover-me sem companhia
o medo de ficar para tia
No meio de perder um amigo
Saber se ligo ou não ligo

Habitualmente dançamos sós
Dança-se e fica-se só
Frequentemente vivemos a sós
Contigo, sem ti, mas comigo
Habitualmente

Habitualmente dançamos sós
Vive-se e fica-se só
Frequentemente vivemos tão sós
Dança e não só, Dança e não só
Dançamos nós

 

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email