Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

 

Letra

 

O que seria de mi?
Sem esses dramas

[Don-G]
Diz me lá o que seria de um gajo sem estas esquinas e street
Sem o rap e o beat
Sem o apoio deste pipis
Diz me lá o que seria de um gajo sem a força suprema
Era um poeta sem poemas
Mano era corpo sem pernas
Mesmo assim valeu apena
O sacrifício, conquistas, problemas
E ainda assim sem os meus os meus niggas não sei o que seria de mi

[Masta]
Desenrasca desde 97
As ruas me ensinaram tudo
Cedo percebe, que tinha que criar o meu mundo
A parte do teu, a parte de todo
Só era bom na minha cabeça, minha via-me um vagabundo
E era deus a olhar pelo puto
Tribunais a tentar estragar tudo
As ruas olhavam o meu grupo
Graça a vocês brilhamos todos juntos

Não sei o que seria de mi
Não sei o que seria de mi

[Nga]
Eu não sei o que eu seria
Falar de Queluz, mano eu estava em dia
Porque eu consigo voltar 10 anos atrás no tempo da moraria
Mostrar o sótão onde eu vivia
A cama onde a gente dormia
E em baixo a gente escondia
Aquilo que a gente comia
Os anos todos que eu gastei o cumbo, e o salario da Sofia
E quando não havia comida, ela ia buscar na avó pia
E neste tempo eu já sabia
Dizia que ia ser o que hoje eu sou
Atrás desta manteiga para acompanha com o pão que o diabo amassou
Então digam ao pro, brós que te apunhalaram nas costas
E por 5 minutos de fama desrespeitaram a porta da cota
Não importa porque mo puto, porque só deram mais força a força
Aumentaram o nosso valor, na bolsa
Essa merda é toda nossa
Acordaram um dji antigo
Mais velhos sustentados pelos cotas
É mais comum contar mi do que comigo

[Prodígio]
Eles não
Conseguiram contigo
Então
Tentaram contra o filho
Mas não
Atinges a lusa
Disparar conta o brilho
Então tira o dedo do gatilho
Porque quanto mais tentas
Mais eu te humilho
Porque eu não sou rapper
Sou um poeta de Belas
Com a mão do Pepetela
E a alma que estava na cela do Mandela
Imagina eu sem os meus felás
Tiram a luz de uma estrela

Não sei o que seria de mi (eu não sei)
Eu não sei (o que seria de mi)

 

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email