Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

 

Letra

 

Um charro, fita verde
Ela anda atrás de quem lhe diz ter medo
Come o mel e ri, guitarra no jardim
Fuma e voa

A lua, noz comida
Descalça não perdida
Oh tanto faz se sou um rapaz
Ela traz água nos olhos e no bolso ananás

Ela não sabe que deu canção...
Diz que sim e logo diz que não

ANA LU

Vive de noite, tattoo
com 1 e 8, já nus,
repito o nome que dá nome à canção
E tem na mão a sina,
para lá caminha
Morre o tempo e caímos no chão

A lua, noz comida,
Descalça não perdida,
Oh tanto faz se sou um rapaz,
sou eu novo e mudado
e o velho aqui jaz

ANA LU

Poucos são loucos só pouco
louco é ser-se alguém

Poucos são loucos só pouco
louco é ser-se alguém

Poucos são loucos só pouco (Vivi)
louco é ser-se alguém. (Sem ti, sem ti)

 

Não enconteri os créditos desta música 

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email